Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 2 de agosto de 2021
Busca
Brasil

TRE deve marcar teste para provar alfabetização de Tiririca

30 Out 2010 - 07h53Por Terra

Na noite da última quinta-feira (28), o juiz do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, Aloísio Rezende Silveira, afirmou que deverá marcar uma audiência - ainda sem previsão de data - para submeter o deputado federal eleito pelo PR Francisco Everaldo Oliveira Silva, o humorista Tiririca, a um teste para avaliar se o candidato é alfabetizado. No entanto, como o comparecimento do humorista não é obrigatório, a decisão fica por conta de sua defesa.

Tiririca é alvo de uma ação penal aberta para investigar se houve falsificação em sua declaração de escolaridade. De acordo com o TRE, caso ele compareça à audiência e o resultado do teste seja satisfatório, poderá ser sumariamente absolvido.

Caso as provas não sejam satisfatórias, será dada continuidade ao processo. A ação apura a denúncia realizada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) recebida em 4 de outubro. Tiririca foi eleito com 1,3 milhões de votos para o cargo de deputado, pela coligação Juntos por São Paulo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÃOPAINHA
Cachorro toca campainha após ficar trancado fora de casa
SONHO INTERROMPIDO
Ultimo ensaio fotográfico minutos antes de médico sofrer choque e morrer nas vésperas de casamento
OLIMPÍADA
Rebeca é prata e faz história na ginástica olímpica em Tóquio
FENÔMENO DA NATUREZA
Chuva de meteoros será visível na madrugada de quinta para sexta em todo Brasil
A CASA CAIU
Mulheres se unem e surram "valentão" flagrado agredindo ex no meio da rua
CRISE HÍDRICA
Novas fontes preparam MS para a crise hídrica, ressalta governador
ABAIXO DE ZERO
Com -8,6°C, SC registra a menor temperatura do Brasil em 2021, diz Inmet
COVID-19
Em dia de aumento de casos Brasil tem 1.333 óbitos por Covid - 19 nas últimas 24 horas
CONCURSO PÚBLICO
Caixa Econômica convocará 9 mil de concursos e abre mais mil vagas
BRASIL - 550.502 MORTES
Covid-19: país ultrapassa 550 mil mortes e tem 19,7 milhões de casos