Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 21 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Tráfego aéreo de passageiros cresce 29,93% em voos domésticos

14 Out 2009 - 10h52Por Folha Online

O tráfego aéreo de passageiros teve um crescimento de 29,93% em setembro, somente considerando os voos domésticos, segundo dados da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) divulgados nesta quarta-feira. Considerando as rotas internacionais, o incremento foi de 8,15%, puxado principalmente pelos números da TAM. Em ambos os casos, as comparações são feitas sobre setembro de 2008.

A oferta de assentos aos passageiros, por sua vez, teve aumento de 19,88% no caso do tráfego doméstico, e de 11,02%, no caso dos voos internacionais.

A TAM mantém a liderança no mercado de rotas domésticas (44,15% do total), mas seguida muito de perto pela Gol (41,85%, já incluído o tráfego feito pela Varig). Webjet (4,76%), Azul (4,68%), OcenAir (2,24%) e Trip (1,55%) são as outras companhias com participações de mercado acima de 1%.

No caso dos vôos internacionais, a Anac registrou uma retração de 22,37% no tráfego de passageiros feito pela Gol, na comparação com setembro de 2008. No caso da TAM, houve um incremento de 14,97%, que responde por 87,26% desse mercado.

Leia Também

ALARMANTE
Brasil bate recorde de casos diários de covid-19 com 204,8 mil
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab ainda tem 916 vagas para indígenas trabalharem nas lavouras de maçãs em SC e RS
BAIXA RENDA
Auxílio Gás: governo libera o pagamento no valor de R$ 52
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem um aumento e registra 351 mortes em 24 horas
OMICRON
Brasil dobra contágio nas 24h e registra 74,1 mil novos casos de covid-19 e 121 mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Carne e Sangue como nós
ABUSO SEXUAL
Meninas escutam mãe contando de abuso sexual e fazem relato chocante sobre tio-avô
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia