Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 17 de setembro de 2021
SADER_FULL
Busca
MARACAJU

Tradicional festa de São Sebastião movimenta Maracaju

22 Jan 2011 - 09h28Por Dourados Agora

A festa em honra de São Sebastião prossegue neste final de semana, no município de Maracaju, com eventos religiosos e culturais. O evento vem mobilizando a população desde o meio da semana. Festeiros, voluntários e integrantes da Secretaria de Assistência Social, uniram-se mais uma vez no salão de eventos da igreja para produzir lingüiça para a 83ª edição da Festa de São Sebastião.

O prefeito Celso Vargas e a primeira dama Giovana estiveram na carneada auxiliando na confecção da iguaria que leva o nome de Maracaju. Vargas entregou aos festeiros um cheque no valor de R$ 31.850,00. O montante vai ajudar na organização da festa que tornou-se um dos maiores eventos religiosos do Mato Grosso do Sul. Antes dos festejos, a prefeitura mandou um mutirão de limpeza e mão de obra para manutenção do evento realizado há quase um século.

Um dos festeiros deste ano, o vereador Nenê de Vista Alegre comentou a importância do auxílio do município de Maracaju. “Como é costumeiro, o prefeito se prontificou em auxiliar financeiramente”. Este ano os festeiros de São Sebastião são Eliseu Eberhardt, Adelir Stragliotto, Manoel Leonardo de Lima, Paulo Sieber, Pedro Sieber, Antonio João Marçal de Souza e Tarcisio Adams.

PROGRAMAÇÃO

A programação começou dia 11 de janeiro com novena na na igreja de São Sebastião. No dia 20 de Janeiro, dedicado ao santo, houve batismos, procissão e celebração em homenagem a São Sebastião. Neste sábado, às 11h30, tem o Baile Caarapé com Espíndola e Grupo; às 21h30, Show com Eder, Alex e Espíndola; à meia noite, é a vez do Grupo Eco do Pantanal. No domingo, às 10h tem missa e às 11h, almoço com animação de Jorge Alarcom e Grupo; às 13h30, a animação fica por conta de André Corrêa e Rodrigo; às 16h domingueira com Hebert & Evandro.

HISTÓRIA

A festa iniciou com Amélia Francisca Adão, mais conhecida como “Mãe Amélia”, filha de escravos. Em meado de 1902 a jovem Amélia, sempre na lida rural, saiu desprotegida com o corpo quente em uma manhã de chuva fina e fria de inverno, ficou paralítica de uma parte da face.

Devota de São Sebastião pediu ajuda ao santo e sua prece foi atendida. Com a cura Amélia sentiu-se no dever de pagar sua promessa. Dias antes do aniversário de São Sebastião saía nas chácaras e fazendas da região arrecadando prendas para realizar a festa aos inocentes e a procissão à São Sebastião.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado
SAQUE EMERGENCIAL
Caixa cria calendário para liberar nova rodada de dinheiro do FGTS
TRAGEDIA AÉREA
Acidente aéreo mata sócio da Raizen e outras seis pessoas