Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 17 de outubro de 2021
Busca
Brasil

TJ obriga Unimed fornecer remédio a paciente com câncer

15 Jul 2006 - 10h45

A 2ª Turma Cível do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) rejeitou, por unanimidade, recurso da Unimed de Campo Grande e ratificaram a decisão do juiz Odemilson Castro Fassa, da 3ª Vara Cível de Campo Grande, que determina prazo de 24h para o fornecimento de medicamento necessário ao tratamento quimioterápico de um paciente com câncer. A cooperativa médica tinha recorrida da decisão do magistrado que acolheu petição protocolada pelos advogados do paciente após o atraso de três dias no fornecimento do remédio.

Conforme a decisão do juiz ratificada pelo TJ, se 24h após ser notificada da determinação a Unimed deixar de fornecer o medicamento será obrigada a pagar multa diária de R$ 10 mil. Segundo o advogado Anselmo Mateus Vedovato Júnior, a decisão judicial dá respaldo para que a Unimed não interrompa o fornecimento do medicamento outras vezes, pois, no dia 11 de abril deste ano, o juiz já tinha determinado que a empresa arcasse com os custos da quimioterapia com um medicamento especial para o cliente com câncer.

Conforme o advogado, o tratamento vinha sendo negado pela empresa, que também rejeitou arcar com os custos de cirurgia feita em hospital fora de Mato Grosso do Sul, apesar de o plano de saúde prever a cobertura de quimioterapia. Na decisão inicial, o magistrado alegou que a seguradora de saúde não tinha motivos para se negar a cobrir os exames-médicos requisitados pela paciente.

A Unimed da Capital recorreu ao TJ/MS para não ser obrigada a fornecer o tratamento, porém, os magistrados não acataram o recurso e mantiveram a decisão em primeira instância. O paciente é cliente da Unimed desde setembro de 2001 e em dezembro de 2002 recebeu o diagnóstico de um câncer. Ele iniciou tratamento contra a enfermidade com médicos da empresa, mas diante do agravamento do estado de saúde requisitou autorização para se submeter a uma cirurgia no Hospital Sírio Libanês de Campinas (SP) ou Curitiba (PR), únicos a possuir equipamento e profissionais capacitados para atender o caso, porém, a autorização da cirurgia foi negada pela Unimed.

Reginaldo Coelho

O cliente arcou com os custos da operação e depois solicitou à seguradora de saúde autorização para dar continuidade ao tratamento quimioterápico com o medicamento Cetuximab. Mais uma vez, a Unimed rejeitou o pedido do cliente. Com laudos médicos que atestaram a eficiência no tratamento com os medicamentos especiais, o paciente recorreu à Justiça, que determinou à Unimed cumprir com o custeio da quimioterapia. Cada ampola do medicamento custa R$ 1.650 e são necessárias cinco ampolas para cada sessão. Ao todo, o paciente tem que passar por três ciclos com cinco sessões cada.

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Amar a Deus
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'