Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 30 de março de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Terrorista da Al-Qaeda promete matar o premier do Iraque

14 Jul 2004 - 15h15
O terrorista jordaniano Abu Musab al-Zarqawi, ligado à rede Al-Qaeda, emitiu uma declaração pela internet na qual assume responsabilidade pelo ataque a uma das residências usadas pelo primeiro-ministro iraquiano, Iyad Allawi, e promete perseguir o líder até matá-lo. Allawi é visto pelos radicais islâmicos como um colaborador de George W. Bush. A declaração foi publicada num website conhecido por divulgar esse tipo de mensagem.

“Gostaríamos de lhe dar a notícia, Allawi, que se nossos foguetes da morte erraram... nova aljava, graças a Deus, está cheia de setas letais”, diz a declaração, assinada por Al-Zarqawi.

Quatro projéteis atingiram um bairro próximo à casa de Allawi e ao quartel-general de seu partido, semana passada, ferindo seis pessoas.

“Estamos atrás de você”, prossegue o texto divulgado na internet.

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - POLONIO IMÓVEIS
Vem aí!, Dourados Medical Center empreendimento exclusivo para a área da saúde em Dourados
CORONAVÍRUS NO BRASIL
Prefeito é internado na UTI, após piora em quadro de coronavírus
REUNIÃO TENSA
‘Estamos preparados para ver caminhões do Exército com corpos?’, questiona Mandetta a Bolsonaro
BRASIL 117 MORTES
Casos de coronavírus no Brasil em 29 de março
FÁTIMA DO SUL - ATENÇÃO COMÉRCIO
Em novo Decreto, confira o que vai poder abrir e permanecer fechando nesta segunda em Fátima do Sul
CORONAVÍRUS NO BRASIL
Justiça suspende trecho decreto de Bolsonaro que livra igrejas de quarentena
CORONAVÍRUS NO BRASIL
Senado votará na segunda auxílio de R$ 600 para trabalhadores
TRABALHO VOLUNTÁRIO
Detentas começam confeccionar máscara de proteção para atender Jateí, Vicentina e Fátima do Sul
COVID-19 NO BRASIL
Brasil tem 92 mortes e 3.417 casos confirmados de novo coronavírus, diz Ministério da Saúde
PANDEMIA CORONAVIROS
São Paulo tem 68 mortos por coronavírus, média de uma a cada 2 horas e 20 minutos, e 1.223 casos