Menu
SADER_FULL
terça, 7 de dezembro de 2021
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
Busca
Brasil

Temporal e vento de até 120 km/h causam 3 mortes no RS

19 Nov 2009 - 16h30Por Terra

Três pessoas morreram nesta quinta-feira em decorrência das chuvas intensas que atingem o Estado do Rio Grande do Sul, desde a madrugada. Segundo informações da Brigada Militar, duas pessoas morreram em Porto Alegre e uma no município de Canoas, na região metropolitana.

No bairro Navegantes, na avenida Avenida Brasil, 752, Marilu Santos de Azambuja foi soterrada por um muro, durante o temporal. Segundo informações da Brigada Militar, o atendimento ainda não foi encerrado e mais vítimas podem estar sob os escombros.

Também na capital gaúcha, no bairro Restinga, Jorge Mrcelo de Brito camargo, 37 anos, morreu após ser atingido por uma árvore na rua Florestal, 45.

No município de Canoas, por volta das 14h, um jovem de 19 anos foi atingido por um muro que desabou devido à forte ventania. Segundo a Brigada Militar, ele trabalhava em um obra próxima a um posto de gasolina, na avenida Santos Ferreira, 2700.

A Defesa Civil do Estado informa que as chuvas dos últimos dias já deixaram 1.546 desalojados e 150 desabrigados no Estado. Cerca de 16 mil pessoas foram atingidas pelos temporais.

Entre as regiões mais atingidas pelos temporais nas últimas horas estão os municípios do litoral norte do Estado, devido a força dos ventos que atingiu cerca de 120 km/h. Nas cidades de Cidreira, Capão da Canoa, Terra de Areia e Santo Antônio da Patrulha diversas pessoas estão desalojads, ruas estão alagadas e houve destelhamento de residências.

Localidades como Pedro Osório e Serrito, que são cortadas pelo rio Piratini, as enchentes fizeram com que 1,5 mil pessoas fossem realocadas. Bagé e Butiá apresentam também fortes áreas de alagamento. O total dos danos causados pelas chuvas desta quinta-feira ainda está sendo contabilizado pela Defesa Civil do Estado.

Estragos do mês
Ao todo, dez munícipios tem situação de emergência decretada no Estado: Montaurí, Pantano Grande, Coronel Barros, Taquari, Taquara, São Sebastião do Caí, Minas di Leão, General Câmara, Feliz e Butiá.

Segundo o levantamento da Defesa Civil do Estado, até o momento, mais de 16 mil pessoas fortam afetadas pelas chuvas no mês de novembro. O órgão calcula que existam 150 desabrigados e 1.546 desalojados em todo o Estado.

A Defesa Civil informa que já foram entregues 3,8 mil telhas, 350 cestas básicas e 300 kit colchão para General Camâra, Bagé e Butiá.

Leia Também

SONHO DA MATERNIDADE
Servidora Pública perde marido para a Covid, mas realiza sonho e dá à luz trigêmeos
LIÇÕES DA BIBLIA
O céu dos céus
covid_04.12 COVID NO BRASIL
Covid-19: país tem 22,1 milhões de casos e 615,5 mil mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Deuteronômio em escritos posteriores
ABUSO DE AUTORIDADE
PM arrasta homem negro algemado em moto; "Como na escravidão", diz gravação
REVOLTANTE
Índia de 13 anos violentada pelo avô busca ajuda e acaba estuprada por 4 em unidade saúde
DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança