Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 6 de junho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Temporal deixa 200 mil sem luz em Santa Catarina

4 Abr 2007 - 15h19

A Pelo menos 10 mil consumidores estão sem luz em Santa Catarina desde a noite de terça. Até o ínício da madrugada, 200 mil em 10 municípios do Vale do Itajaí e região norte do Estado. O apagão deveu-se à forte tempestade que caiu ontem sobre o Estado. O temporal, seguido de descargas elétricas e ventos fortes, trouxe transtornos principalmente na região de Blumenau e Joinville.

No Vale do Itajaí, 23 alimentadores da rede elétrica da Companhia Elétrica de Santa Catarina (Celesc) em Blumenau foram atingidos por raios ou árvores e deixaram pelo menos 50 mil consumidores de cinco cidades às escuras.

Segundo o gerente regional da Celesc em Blumenau, Régis Evaloir da Silva, o problema deverá persistir em todo o dia em Blumenau, Ascurra, Pomerode, Gaspar e Timbó, afetando milhares de pessoas. "Ainda temos problemas em cerca de 10 mil unidades consumidoras nessas cidades", comenta, acrescentando que equipes de outros municípios foram deslocadas para dar apoio no Vale do Itajaí.

Silva afirma que os estragos foram causados pelo vento que derrubou árvores sobre postes e fiação elétrica. "Nossa rede é predominantemente aérea e as árvores acabam causando esses problemas", disse. "Temos que retirá-las, usar motosserras e emendar os condutores. Acredito que até o final do dia a situação possa ser normalizada".

Em Joinville, um gerador da Celesc explodiu e deixou 170 mil consumidores de 5 cidades sem luz. Além de Joinville, Barra Velha, São Francisco do Sul, Itapoá e Guaruva foram atingidos.

Eduardo Siscometi, gerente regional da Celesc na região norte, disse que 150 homens estão trabalhando desde a noite de ontem para resolver o problema, que já está quase solucionado. "Os funcionários passaram a noite em claro e agora pela manhã, apenas a cidade de Guaruva continua sem energia", destacou.

As causas da explosão, segundo Siscometi, ainda estão sendo investigadas. Ele trabalha com três hipóteses para a queima do gerador: uma descarga elétrica causada por raios, um curto na rede interna da Celesc ou no cruzamento das linhas de transmissão da Eletrosul. "Até o final do dia saberemos o que causou esse transtorno".

Além dos prejuízos á rede elétrica, o temporal destelhou casas em várias cidades. Em Joinville, uma residência desabou e ninguém se feriu.

Na região metropolitana, quinze minutos de forte chuva de granizo na tarde de ontem na cidade de Biguaçu, foram suficientes para que a prefeitura decretasse estado de emergência. Foram destruídas pelas pedras de gelo 15 casas e alguns bairros foram alagados. Não há registros de vítimas.

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concurso federal com salário de até R$ 6 mil encerra inscrições nesta sexta-feira
100 ANUNCIOS
Covid-19: Bolsonaro ordenou atrasar boletins para não passar em telejornais
AUXILIO EMERGENCIAL
Veja se o seu CPF foi usado e como denunciar a fraude
3º EM NÚMERO DE VÍTIMAS
Com recordes seguidos, Brasil passa dos 34 mil mortos por coronavirus
COVID-19
Micro e pequenas empresas terão acesso a crédito facilitado
VÍDEO - CAPIVARA BOA DE MERGULHO
Capivara boa de mergulho é flagrada em rio de MS, assista
CASO DE POLÍCIA
Patroa é presa sob suspeita de homicídio culposo após filho de empregada cair do 9º andar
LUTA PELA VIDA
Cantora gospel que morreu por coronavírus, fez vaquinha para pagar tratamento
ELEIÇÕES 2020
Vai ter eleição, TSE autoriza convenções partidárias virtuais para eleição deste ano
BOA NOTICIA
Auxílio emergencial deve ser estendido em mais duas parcelas de R$ 300