Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 30 de novembro de 2021
Busca
Brasil

Tempestade provoca estado de calamidade em Amambai

16 Out 2009 - 13h10Por A Gazeta News

Uma tempestade de granizo seguida de ventos e chuva forte arrancou árvores, provocou alagamentos e danificou a cobertura de centenas de casa, deixando pelo menos três bairros da cidade em estado de calamidade pública, na madrugada dessa sexta-feira (16) em Amambai.

A tempestade que durou em torno de uma hora e meia, começou por volta das 2h40 da madrugada. As regiões mais atingidas pelo temporal foram as vilas, Monte Cristo, Cassiano Marcelo e a Vila Cristina.

Na Vila Cristina, uma das vilas mais populosas da cidade, formada em sua maioria por famílias humildes e de menor poder aquisitivo, cem por cento das casas do bairro tiveram os telhados parcialmente ou totalmente destruídos pelo granizo.

Pedras de gelo do tamanho de uma bola de ping-pong arrasaram as coberturas de Eternit deixando centenas de famílias totalmente ao relento e sob forte chuva.

Na maioria das residências os moradores perderam tudo, móveis, alimentos, colchões, roupas e aparelhos eletrônicos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros durante a madrugada e inicio da manhã dessa sexta, a guarnição atendeu pelo menos seis chamados de pessoas feridas por conta do temporal.

Em uma delas um homem acabou quebrando a perna ao tentar salvar os moveis durante a tempestade e em outro caso uma mulher sofreu corte contuso na cabeça ao ser atingida por um pedaço do telhado da própria casa.

Na Vila Cristina uma árvore saiu sobre uma residência e atingiu um homem e uma criança enquanto dormiam. 

Segundo os bombeiros ao perceber o perigo o homem teria protegido a criança como próprio corpo. O bebê não se feriu, mas o homem, que seria avô da criança, acabou sofrendo escoriações leves.

População traumatizada

A situação dos moradores nos bairros atingidos, principalmente na região da Vila Cristina é de completo desolamento.

Nossa equipe de reportagem acompanhou desde a madrugada, o trabalho de atendimento prestado pelo Corpo de Bombeiros e pode constatar que as pessoas, saiam para frente de suas residências e ficavam desnorteadas, buscando uma explicação para o que tinha acontecido e apresentavam estado de total desolamento ao ver tudo que construíram durante longo tempo de trabalho destruído em poucos instantes.

Localidades públicas também atingidas

Além de residências, localidades públicas também foram atingidas pelo temporal. A forças as águas derrubou o muro e causou grandes estragos no Parque da Cidade Muriama Mascarenhas, um os cartões postais da cidade em Amambai e na Escola Municipal Marlene Vilarinho Albuquerque parte do forro acabou desabando e praticamente todas as salas de aulas foram alagadas.

Medidas emergenciais

Durante a madrugada e até o período da manhã, equipes do Corpo de Bombeiros e voluntários do SAVE (Serviço de Atendimento Voluntário a Emergências) estiveram atuando em apoio às famílias desamparadas.

Logo que tomaram conhecimento sobre o acontecido, os secretários municipais de Serviços Urbanos, Fernando Ficher, de Assistência Social, Gilmar Amaral e a secretária de educação, Eliane Pereira Arteman, se deslocaram para a região atingida.

O coordenador municipal da Defesa Civil em Amambai, o sargento do Corpo de Bombeiros, Wilson Vicente Ferreira, que mora naquela região da cidade e também teve sua residência danificada pelo temporal, está coordenado o trabalho para abrigar as famílias desamparadas.

De acordo com a secretária de educação do município, Eliane Arteman, a idéia inicial era montar um abrigo provisório na própria escola do bairro, a Escola Marlene Vilarinho Albuquerque, mas a unidade de ensino também teve o telhado arrasado pelo temporal, provocando inclusive a suspensão das aulas.

“Por conta dessa situação, resolvemos levar as pessoas desabrigadas para a Escola Antônio Pinto da Silva, que está mais próxima. A escola também foi atingida, mas os estragos foram em menores proporções que na Marlene Vilarinho”, disse a secretária ao informar que a equipe da cozinha da Escola Antônio Pinto iria confeccionar chá e ao meio dia um arroz carreteiro para alimentar as pessoas que buscarem abrigo na escola.

Corrida às lojas

Por conta do estrago generalizado causado pela tempestade, ainda no final da madrugada, moradores das áreas atingidas formavam filas em frente a lojas de materiais para construção, esperando a loja abrir para comprar cobertura.

A correria foi grande também para adquirir lonas para improvisar coberturas nas casas até que reparos definitivos sejam feitos, já que o clima permanece fechado e com frequentes pancadas de chuva em Amambai, fator que dificulta ainda mais a situação dos moradores.

Prefeitura adota medidas emergenciais

A Prefeitura de Amambai está adotando medidas emergenciais para atender as famílias desabrigadas pela tragédia.

Além de montar um abrigo improvisado para abrigar as famílias desamparadas, o Executivo Municipal está buscando apoio da Defesa Civil e do Governo do Estado para auxiliar as famílias atingidas.

Na manhã dessa sexta-feira o prefeito Dirceu Lanzarini (PR) esteve reunido com o comando do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de Amambai para traçar um plano de ações e ainda pela manhã visitou a área atingida.

Em entrevista via fone à nossa reportagem o prefeito informou que todas as medidas estão sendo tomadas visando garantir todo o apoio possível às famílias atingidas, inclusive através de parceria com empresas, a Prefeitura já estaria viabilizando lonas para atendimento emergencial.

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto