Menu
SADER_FULL
sexta, 24 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Sustentabilidade na gestão dos Recursos Hídricos é tema de simpósio

28 Out 2009 - 16h40Por Fátima News, com Assessoria

Ampliar as discussões sobre a utilização da água e a gestão dos recursos hídricos é o objetivo da Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH) que traz a Campo Grande o simpósio brasileiro do setor. O evento realizado entre 22 e 26 de novembro apesar da temática nacional apresenta enfoque para Mato Grosso do Sul. A abundância hídrica quase que imensurável levanta questões sobre a brevidade do grande manancial que o Estado possui.

 

 Conforme a Doutora em desenvolvimento sustentável e Políticas Públicas, Synara Olendzki, supor limites ao que parecia não ter fim causa espanto. Porém essa visão contribui para construir uma discussão em torno das conseqüências do crescimento da população em um mundo de recursos limitados.

 

No caso de Mato Grosso do Sul essa realidade apresenta uma tensão particular, já que o desenvolvimento do Estado está atrelado ao meio ambiente. Segundo os dados da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, das Cidades, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia – SEMAC – são consumidos mensalmente 15 milhões litros cúbicos de água com a finalidade de abastecimento público. Esse volume retirado subsidia não só as necessidades básicas da população, mas também é responsável por criar condições favoráveis de crescimento econômico.

 

Sem sobra de dúvida a maior riqueza do Mato Grosso do Sul é a água e para preservar tal tesouro, assegura Synara. “Surge o desafio de implementar um modelo de gestão hídrica descentralizada, compartilhada e que incentive a autonomia na busca de caminhos para a construção de um processo de auto-sustentação”.

 

De acordo com Synara a disponibilidade hídrica do estado é um fator que auxilia na expansão das atividades agropecuárias, da produção industrial e do desenvolvimento do setor turístico.  A água corresponde a um elemento fundamental da cadeia produtiva. Para produzir um quilo de arroz são utilizados 4,5 mil litros de água, já para obter um quilo de carne bovina são gastos 20 mil litros de água; fenômenos que reforçam o valor econômico e sua relevância para atividade no planeta.

 

O manuseio da água depende diretamente de suas reservas. No estado a extensa malha hídrica é divida em reservas superficiais e subterrâneas. O complexo de águas superficiais abrange duas regiões hidrográficas, a bacia do Paraguai, considerada a maior área úmida  da América Latina de água doce, com aproximadamente um milhão e 100 mil quilômetros quadrados, onde 173mil quilômetros estão no território de Mato Grosso do Sul; e a Bacia do Paraná com 800 mil quilômetros quadrados, sendo que 170 mil percorrem a região sul-mato-grossense.

 

Quanto à reserva subterrânea, o Mato Grosso do Sul é abastecido pelo Aqüífero Guarani, o principal depósito de água doce da América do Sul e um dos maiores do mundo.  De sua extensão total, cerca de 25% está no Brasil, e desde total, 59% encontra-se no Estado, a maior concentração do território brasileiro. O Aqüífero Guarani estende-se por mais de cinco estados do Brasil, além da Argentina, Paraguai e Uruguai.

 

Esse grande volume hídrico embora pareça ilimitado, se for usado de maneira desmedida corre sérios riscos de se esgotar. Em vista dessa possibilidade a utilização dos recursos hídricos assume uma importância capital no desenvolvimento do Mato Grosso do Sul.

 

 

Simpósio

 

Com o apoio da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul a ABRH vai promover a 13ª edição do simpósio brasileiro não só pela importância que representam recursos hídricos para o desenvolvimento, mas também pela oportunidade de reunir pesquisadores sobre o assunto. A idéia é também compartilhar o conhecimento para apontar os desafios e definir práticas necessárias, reais e sustentáveis.

 

 “No simpósio pretendemos motivar a criação de “pontes” a esse elemento fluido que permeia um sistema complexo interligado pelas crises econômica, climática, energética, social - como o acesso a saneamento e água potável” afirma Synara.

 

 

 

Mais informações pelo telefone 067 3325 4113

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"
VIDEOS VAZADOS
Torcedora do flamengo esquenta a web com vídeos íntimos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra em 24 horas 36.473 novos casos e 876 novas mortes
REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada