Menu
SADER_FULL
sábado, 25 de setembro de 2021
Busca
Brasil

STF deve julgar Maluf por dinheiro depositado no exterior

20 Mai 2010 - 07h00Por Redação Terra

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar, em data ainda não definida, o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) e sua mulher, Sylvia Lutfalla Maluf, acusados de manterem ilegalmente dinheiro depositado em bancos no exterior. A decisão do ministro Ricardo Lewandowski é relativa A ação penal sobre operações financeiras do ex-governador de São Paulo na França, que tramita sob segredo de Justiça. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.
Lewandowski submeterá ao plenário a acusação de crime contra o sistema financeiro nacional, que prevê pena de 2 a 6 anos de prisão e multa. A denúncia original contra Maluf, datada de 2006, acusava o político de lavagem de dinheiro, um delito mais grave. A mudança foi motivada, segundo o ministro, pelo fato de a acusação original não oferecer evidências claras de lavagem de dinheiro. Entretanto, a denúncia identificava diversas contas correntes dos réus, no exterior, sem comunicação às autoridades. O deputado federal nega as acusações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"
VIDEOS VAZADOS
Torcedora do flamengo esquenta a web com vídeos íntimos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra em 24 horas 36.473 novos casos e 876 novas mortes
REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada