Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 15 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

SP deixa estado de atenção após 8 horas de chuva forte

1 Mar 2011 - 10h08Por

A cidade de São Paulo ficou em estado de atenção por cerca de oito horas nesta segunda-feira devido à chuva forte, que causou o transbordamento dos rios Aricanduva e Tietê e deixou diversas subprefeituras em estado de alerta. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), as instabilidades, que tiveram forte intensidade durante a tarde e o início da noite, diminuíram.

Os bombeiros registraram ainda o desabamento de um sobrado na Vila Maria Alta e de uma residência na Vila Mazzei. De acordo com o coronel Jair Paca de Lima, da Defesa Civil, alguns imóveis também desabaram na Vila Guilherme, zona norte da capital. As linhas 1, 2, 3 e 5 do Metrô de São Paulo operaram com redução de velocidade nos trechos abertos. O aeroporto de Congonhas fechou tanto para pousos como para decolagens das 13h49 às 14h02, das 16h47 às 17h03 e das 17h47 às 18h, quando voltou a funcionar normalmente.

O aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, operou normalmente pelo visual. Conforme a Infraero, 61 voos (29%) nacionais atrasaram, 13 (6,2%) foram cancelados e 37 (30,3%) internacionais registraram atraso em Guarulhos.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), houve mais de 140 km de congestionamentos no horário de pico. Os bombeiros utilizaram botes para resgatar moradores ilhados ou presos em veículos. De acordo com a corporação, foram registradas 136 ocorrências relativas à chuva através do telefone 193.

Até as 19h, as subprefeituras que registraram os maiores índices pluviométricos em São Paulo foram Jaçanã/Tremembé, com 126,7mm, Santana, com 118,2mm e Aricanduva / Formosa, com 116,1mm. Os valores acumulados hoje nas três subprefeituras equivalem, respectivamente, a 58%, 54% e 53% da média prevista para todo o mês de fevereiro, que é de 217mm.

Comparando os valores registrados por regiões, a zona norte acumula o maior valor, com 67,7mm, o correspondente a 31% da média para o mês. Com isso, até as 19h de hoje, os 28 dias de fevereiro totalizaram 232,9mm. São Paulo chegou a ter 50 pontos de alagamento ao longo do dia. Apesar do fim do estado de atenção, a cidade ainda registrava, às 23h30, nove pontos de alagamento, sendo os seguintes intransitáveis:

- Avenida Moran dias de Figueiredo com rua Voluntários da Pátria;
- Rua Melo Freira com rua Monte Serrat;
- Rua Aiama com rua Melo Peixoto;
- Rua Adelino de Almeida Castilho com rua Aiama;
Rua Coronel Marques Ribeiro com rua Galatea
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS
COM DESCONTOS
Veja as opções de pagamento do IPVA com desconto
CASA PRÓPRIA
Casa Verde e Amarela substitui Minha Casa Minha Vida com opção para renegociar dívidas e menos juros
FINALISTA LIBERTADORES
Santos atropela Boca Jr e terá o Palmeiras numa final Brasileira
TRAGÉDIA NA PONTE
Motorista morre após caminhão cair de ponte