Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 11 de abril de 2021
Busca
Brasil

Som alto pode prejudicar os pulmões

6 Set 2004 - 10h25

Música em alto volume pode ser ruim para os ouvidos dos vizinhos, mas alguns pesquisadores dizem que ela também pode causar danos sérios aos pulmões.

Em um artigo publicado no jornal médico Thorax, eles descrevem os casos de quatro homens jovens que sofreram colapsos pulmonares - conhecidos tecnicamente como "pneumotórax" - aparentemente desencadeados por música alta. Três deles estavam em clubes ou concertos quando o pneumotórax ocorreu, e o quarto estava em seu carro, que havia sido equipado com uma caixa acústica de graves com 1 mil watts de potência porque ele "gostava de ouvir música em alto volume".

O pneumotórax acontece quando uma pequena ruptura em um dos pulmões permite que o ar escape para o espaço entre o órgão e a parede do tórax, o que faz com que ele pare de funcionar. Os sintomas incluem falta de ar e dores no lado afetado do peito. Um colapso pequeno, parcial, pode se resolver sozinho, mas nos casos mais sérios pode ser preciso inserir um tubo no peito do paciente para que o ar escape da cavidade peitoral.

Freqüentemente, uma doença pulmonar anterior ou uma lesão torácica é a causa do pneumotórax. Mas o chamado pneumotórax espontâneo primário acontece na ausência de doenças preexistentes, e costuma atacar homens altos, magros e fumantes.

Os casos descritos no Thorax sugerem que a música alta também possa ser uma das causas para esse tipo de pneumotórax. Embora o relatório cite apenas um pequeno número de casos, o médico Marc Noppen, que liderou o estudo, suspeita que mais casos de pneumotórax causados por sons intensos serão documentados a partir de agora.

Desde a publicação do artigo, conta Noppen, médicos de outros países lhe disseram ter visto casos semelhantes. Se um maior número de médicos perguntar rotineiramente aos pacientes sobre a sua exposição a música em alto volume, o número de lesões atribuídas a som alto provavelmente vai aumentar, diz o pesquisador, que trabalha no Hospital Acadêmico de Bruxelas, na Bélgica.

Em dois dos casos estudados pela equipe dele, os pacientes estavam de pé perto de grandes caixas de som quando passaram a sentir dores no peito. Um terceiro caso envolveu um jovem de 23 anos que sofreu vários episódios de pneumotórax. Durante uma consulta de acompanhamento, os médicos mencionaram que haviam identificado dois casos anteriores de lesão por sons intensos, e o paciente recordou que dois dos seus ataques aconteceram durante shows de heavy metal.

Noppen e sua equipe suspeitam que a música alta danifique os pulmões devido à potência de seus sons graves, que podem ser sentidos na forma de uma vibração que percorre o corpo. Os pulmões talvez vibrem na mesma freqüência do contrabaixo, o que pode causar a ruptura.

É provavelmente uma boa idéia manter distância das caixas de som em concertos e danceterias, e aliviar o volume quando se escuta música no carro. O conselho, diz Noppen, também ajuda a preservar a audição.

 

Wired News

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV