Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 16 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Soldados do Exército em Amambai vão para missão no Haiti

21 Jul 2006 - 07h27

O comando do 17º RC Mec (Regimento de Cavalaria Mecanizado) do Exército Brasileiro, com sede em Amambai, realizou uma formatura solene, onde o comandante da unidade, coronel do Exército Caio Túlio Salgado de Oliveira, passou o comando do pelotão que irá compor as forças de paz da ONU (Organização das Nações Unidas) no Haiti a partir do início do mês de dezembro desse ano.

A formatura contou a presença dos familiares dos militares convocados para a missão, representantes da sociedade amambaiense e autoridades do município, entre elas o prefeito Sérgio Diozébio Barbosa (PDT), os vereadores, Josmair Cardoso (PL), Daniel Riquelme (PTB) e Andréia Jaqueline Casagrande Raymundo (PSDB) e do comandante da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar, 1º tenente PM Jidevaldo de Souza Lima.

A formatura de “assunção de comando”, como é classifica, do “Pelotão Haiti” em Amambai também contou com a presença do comandante do “Esquadrão Haiti”, que embarcará para a missão de paz no exterior, o major do Exército Brasileiro Heron Salomão Cardoso Angelim, que atualmente é subcomandante do 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado de Bela Vista.

Muita emoção marcou a hora que os militares que compõe o pelotão, já sob o comando do comandante, 1º tenente Porto, receberam, dos familiares, pais, irmãos e esposas, os gorros azuis com o símbolo das Nações Unidas. Durante seu pronunciamento à tropa, o comandante do 17º RC Mec, coronel Caio, que já integrou o Estado Maior das Forças Armadas em missão de paz no Continente Africano, destacou a importância da participação do Exército Brasileiro no exterior e a importância da missão para qual cada um dos militares que integram o “Pelotão Haiti” no 17º RC Mec.

De acordo com o comandante do 17º, os militares, todos voluntários para a missão, não estão partindo para uma guerra, mas sim para uma missão onde os objetivos são garantir a paz e a ordem. Após a formatura de assunção de comando, os familiares dos militares participaram de uma palestra no próprio 17º RC Mec, onde o comandante do Pelotão Haiti, 1º tenente Porto, apresentou, aos familiares dos militares que participarão da missão, o que será a missão no país da América Central e o que as tropas brasileiras, que ficarão baseadas na capital Porto Príncipe, irá fazer durante o período que permanecer na missão de paz das Nações Unidas.

Pelo menos 46 militares do 17º RC Mec iniciaram, desde terça-feira passada, a preparação, mas apenas 32 vão embarcar para a missão no exterior. Eles irão compor um Esquadrão de Cavalaria Mecanizado da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada com sede em Dourados, formado por três pelotões, um do 17º RC Mec em Amambai, um do 11º RC Mec de Ponta Porã e outro do 10º RC Mec de Bela Vista.

Durante o período de treinamento que iniciou agora e vai até a primeira quinzena do mês de novembro, os membros do Esquadrão C Mec terão treinamentos em várias regiões. O embarque para o Haiti está previsto para acontecer na segunda quinzena do mês de novembro e a tropa assumirá efetivamente a missão no dia 5 de dezembro desse ano, permanecendo por seis meses no país da América Central que enfrenta grave crise social e passa por uma guerra civil, com milícias armadas lutando pelo poder.

Vilson Nascimento

Entre as diversas atividades dos militares brasileiro no país, o pelotão do 17º RC Mec deverá cumprir missões como controle de estradas, segurança de prédios públicos, apoio a equipes das Nações Unidas em dificuldades em cumprirem suas missões, segurança de bases militares, operação de busca e apreensão em cumprimento da mandados expedidos pela Justiça, escoltas de comboios, patrulhamentos de bairros da capital Porto Príncipe e ações cívico-social como distribuição de alimentos, remédios, água e campanhas de vacinação, entre outras.

 

 

Mídia Max

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'
NAUFRÁGIO
Barco naufraga e duas pessoas desaparecem; buscas continuam nesta segunda (11)