Menu
SADER_FULL
sexta, 25 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Sobram vagas para deficientes no mercado de trabalho em MS

20 Ago 2010 - 05h39Por Notícias MS

A demanda de profissionais deficientes que procuram o mercado de trabalho é menor do que o número de vagas existentes para este segmento em todo Mato Grosso do Sul. De acordo com o diretor-geral da Fundação do Trabalho (Funtrab), Cícero Ávila, de 53.451 empresas declaradas que oferecem oportunidades de trabalho em todo Mato Grosso do Sul, cerca de 520 delas têm a obrigatoriedade de contratar pessoas com deficiência, conforme o artigo 93 do Ministério do Trabalho. “Hoje em Mato Grosso do Sul, de 5.300 vagas de emprego que o Estado oferece, 2.600 estão ocupadas e 2.700 são reservadas para deficientes”, explica.

       A lei que reserva vagas para deficientes está prevista no artigo 93, da lei 8.213 de 24 de julho de 1991. Segundo a lei, a empresa com 100 ou mais empregados está obrigada a preencher de 2% a 5% dos seus cargos com beneficiários reabilitados ou pessoas portadoras de deficiência. Segundo o diretor-geral da Funtrab, além de 520 empresas que têm a obrigatoriedade de oferecer essas vagas à deficientes, em Mato Grosso do Sul, existe uma boa parcela de empresas que possuem menos de 100 funcionários (não tem a obrigatoriedade de contratar esses deficientes), e que mesmo assim oferecem vagas para este segmento.

      De acordo com o diretor-geral da Funtrab, de 2.700 vagas reservadas para deficientes, nem metade delas estão preenchidas. Segundo Cícero, o número pequeno de deficientes que procuram por vagas no mercado de trabalho em Mato Grosso do Sul pode ser proveniente do benefício de prestação continuada e permanente instituída em Lei Orgânica de Assistência Social. “Como esse benefício é permanente, garantindo um salário mínimo de benefício mensal à pessoa portadora de deficiência, os deficientes talvez ficam receosos de trocar o certo pelo incerto, pois se ele começa a promover seu próprio sustento, segundo a lei, o deficiente perde este benefício”, afirma Ávila.

        Além de fazer parte do mercado de trabalho, a vida profissional ajuda na autoestima do deficiente. Segundo o diretor, um dos problemas relacionados aos deficientes é a falta de qualificação profissional especializada para atender esse segmento. Outro fator lembrado por Cícero é o problema cultural de algumas famílias de deficientes físicos e mentais. “Algumas vezes, as famílias têm receio e um protecionismo exacerbado que por vezes dificulta e inibe a inserção desse profissional no mercado de trabalho”, conclui o diretor.

        Serviço Social do Trabalho

       A Fundação do Trabalho (Funtrab), vinculada ao Centro Integrado de Atendimento ao Trabalhador (Ciat), que trabalha na seleção de profissionais que desejam entrar no mercado de trabalho, dispõe do Serviço Social de Trabalho, que consiste na colocação e recolocação de trabalhadores deficientes no mercado de trabalho. “Para esse serviço especializado, contamos com dois assistentes sociais e psicólogos que atuam na seleção desses profissionais”, afirma o diretor da Funtrab.

        De acordo com o órgão, para a inclusão social dos trabalhadores com deficiência, foram encaminhados para o mercado de trabalho um a cada três trabalhadores com deficiência inscritos. Esses profissionais conseguem se inserir no mercado de trabalho por meio dos serviços de intermediação de mão-de-obra realizados pelo Centro Integrado de Atendimento ao Trabalhador (Ciat).

      Serviço

     Para o profissional que possui alguma deficiência e deseja fazer parte do mercado de trabalho sul-mato-grossense basta comparecer na rua 14 de Julho, 992 - Vila Glória munido de documentos pessoais e Carteira de Trabalho (se tiver). Se não tiver pode ser feita na Funtrab, das 7h30 às 17h30 para realizar seu cadastro e concorrer às vagas de empregos.

       Os cadastros são totalmente presenciais, não serão aceitos cadastros ou currículos por e-mail. Para quem ainda não possui Carteira de Trabalho, a Fundação emite a 1ª via do documento. O interessado deve trazer, além dos documentos pessoais, duas fotos 3x4 (não-digitais).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso