Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 10 de agosto de 2022
BANNER IMPRESSORAS
Busca
Brasil

Situação de vereadores começa ficar complicada em Dourados

15 Set 2010 - 07h50Por Dourados News
A situação está ficando insustentável para os vereadores que foram flagrados recebendo dinheiro público durante a Operação Uragano. Vaiados e xingados na última sessão que terminou em pancadaria, alguns começam a pensar na possibilidade de renunciar ao cargo. Ontem o vereador Zezinho da Farmácia (PSDB) pediu licença por 35 dias. Ele alegou problemas médicos. Walter Hora do PPS vai assumir o cargo.

 

O vereador Marcelo Barros (DEM) depois que deixou a Penitenciária Harry Amorim Costa não compareceu nas duas sessões que foram marcadas e sua campanha para deputado estadual minguou nas ruas da cidade.

Dos outros vereadores presos Aurélio Bonatto (PDT) levou uma sapatada na primeira sessão que compareceu e na segunda-feira foi chamado de ladrão pelo manifestantes que foram à Câmara. Tio Júlio Artuzi (PRB) se limitou a dizer que vai provar sua inocência e pediu para os jornalistas não fazerem perguntas para ele, pois não tinha condições de responder nada. José Carlos Cimatti (PSB) ficou calado durante a sessão de segunda-feira, mas o abatimento dele era visível.

Para Dirceu Longhi (PT) e Gino Ferreira (DEM) também sobram acusações. Indiciados pela Polícia Federal a situação dos dois está sendo analisada pelo Ministério Público Estadual que já pediu o afastamento dos nove vereadores presos e pode também incluir Gino e Longhi neste pedido.

O problema dos vereadores causa constrangimento para servidores da Câmara e para os suplentes que assumiram os cargos. Alguns funcionários da Câmara disseram que as imagens dos vereadores recebendo dinheiro que correu o mundo acabam prejudicando nos trabalhos legislativos. “Hoje as pessoas desconfiam até de nós”, disse uma servidora que pediu para não ser identificada.

Ainda continuam presos os vereadores Sidlei Alves (DEM), ex-presidente da Câmara, Humberto Teixeira Júnior (PDT), Marcelo Hall (PR) e Edivaldo Moreira (PDT). A próxima sessão do legislativo douradense deverá acontecer na segunda-feira dia 20.

Leia Também

TENTATIVA DE ASSASSINATO
Coroinha é esfaqueado no pescoço durante missa em igreja
AUXILIO CAMINHONEIRO
Caixa libera consulta ao Auxílio Caminhoneiro
VAMOS AJUDAR - COMPARTILHE
Casal que adotou 3 irmãos autistas vítimas de maus-tratos comove internautas
DESUMANIDADE
Polícia interdita casa de repouso por tortura e sequestro de idosos
DENUNCIADO POR VIZINHOS
Mãe e filho são executados e corpos escondidos dentro de sofá velho jogado em lote baldio
AUXILIO BRASIL
Governo amplia Auxílio Brasil e mais 23,7 mil famílias vão receber em MS
ASSASSINATO
Campeão mundial de jiu-jitsu, Leandro Lo morre após levar tiro na cabeça
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 261 óbitos e 40,4 mil casos em 24 horas
LENDA DO HUMORISMO
Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos
A CONTA GOTAS
Petrobras anuncia corte de R$ 0,20 no preço do diesel