Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de maio de 2021
Busca
Brasil

Simone acusa oposição de forjar denúncias para prejudicar André

23 Jul 2010 - 13h37Por Fátima News

A candidata a vice-governadora da Coligação Amor, Trabalho e Fé, Simone Tebet, acusa a coligação encabeçada pelo ex-governador Zeca do PT de manipular informações e forjar denúncias na tentativa de prejudicaar a candidatura do governador André Puccinelli, valendo-se de  uma suposta espionagem em seus comitês e distorcendo incidentes como o ocorrido na quarta-feira à noite na feira do Jardim Aero Rancho, quando o governador foi agredido. Segundo ela, “não foi mera coincidência que a notícia veiculada num jornal de circulação nacional seja de autoria do marido da assessora de imprensa de um dos candidatos ao Senado da oposição“.

 

Quanto àss denuncias de suposta espionagem, Simone lembrou que foi o ex-governador quem usou a PM em campanha eleitoral, tendo sido inclusive obrigado a afastar o comandante da corporação pela Justiça Eleitoral em 2002, quando foi candidato a governador. Não só há documentos, como decisões judiciais demonstrando que o ex-governador  Zeca do PT na  eleição de 2002,   tentou engajar a corporação no seu projeto de reeleição. No dia 22 de outubro daquele ano, o desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte, então corregedor regional da Justiça Eleitoral, acolheu a representação da Procuradoria Regional Eleitoral, determinou o afastamento do comandante da PM para garantir a lisura do processo eleitoral.

 

Quanto ao episódio do Aero Rancho Simone esclareceu: “Fui testemunha do incidente, porque acompanhava o governador na caminhada. Mesmo agredido verbal e fisicamente, em nenhum momento  se alterou, manteve a serenidade. Sua segurança adotou o procedimento de praxe numa circunstância como esta. Imobilizou o rapaz e o levou para a delegacia  para ser  feito o registro da ocorrência”. Para ela há várias evidências de que a coligação adversária montou toda uma logística na tentativa de dar uma dimensão de escândalo ao episódio do Aero Rancho, mobilizando entidades com notórias vinculações com o PT para divulgar a versão mentirosa de que ao invés de vítima, o governador teria sido o agressor.

 

Para Simone não há dúvida que  o ex-governador e o seu partido é que são acostumados a recorrerem  a este tipo de expediente, aparelhando instituições e a máquina pública em favor de seus projetos eleitorais. “A opinião pública não vai se deixar enganar. Sabe da postura e das práticas do governador que nem na definição da sua equipe de secretários aceita a partidarização do processo de escolha dos seus assessores de primeiro escalão”, conclui. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe