Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Setor rural inicia agenda de diretrizes para desenvolvimento do setor

13 Mar 2010 - 11h34Por Fátima News, com Assessoria

Aprovação de uma legislação ambiental, cumprimento das ordens judiciais de reintegração de posse, melhoria nos acessos rodoviários. Essas são algumas das definições que fazem parte da agenda do agronegócio de Mato Grosso do Sul que o setor começou a discutir nesta sexta-feira (12), em Ponta Porã , no workshop “O que queremos para o agronegócio de Mato Grosso do Sul”. A agenda é uma iniciativa da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) e visa construir diretrizes a serem apresentadas ao próximo governador do Estado.

 

Lideranças de sindicatos rurais de todo o Estado apontaram as principais dificuldades da agropecuária na área da política agrícola, insegurança jurídica, meio ambiente, logística e qualificação profissional. “O agronegócio é responsável por cerca de 70% do PIB de Mato Grosso do Sul. Essa participação legitima que o setor paute suas dificuldades em busca de soluções que amenizem os entraves e aumentem a competitividade do setor no mercado”, enfatiza o presidente da Famasul, Eduardo Corrêa Riedel. 

 

Entre as definições apontadas hoje, estão redução da tributação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em função das reservas legais e Áreas de Preservação Permanentes (APPs) e a criação de um fundo estadual para socorrer as pequenas propriedades. As lideranças apontaram ainda a necessidade não se criarem áreas de conservação estaduais antes da regularização daquelas que já foram criadas, entre outras proposições.

 

As propostas levantadas em Ponta Porã serão reunidas com as que serão apresentadas em workshops a serem realizados em outros municípios e unificadas em um encontro, em Campo Grande. A iniciativa é um desdobramento de seminários regionais com o tema “O que esperamos do próximo presidente?”, uma realização da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) que visa pautar as reivindicações do setor em âmbito nacional.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado