Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 24 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Setor de serviços cresce 32% no Estado, revela IBGE

16 Set 2004 - 14h39

O setor de serviços está sendo ampliado ao longo dos anos não só no Brasil mas em outros países. Com base nisso, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje uma pesquisa realizada em 2003, e descobriu que este setor no Estado, cresceu 32% em um período de 5 anos.

 

Conforme o instituto, a pesquisa refere-se aos anos de 1998 e 2002, realizada em 71 municípios do Estado, com exceção de Japorã, Jateí, Juti, Rochedo, Santa Rita do Pardo e Taquarussu.

 

A Pesquisa Anual de Serviços (PAS), tem como objetivo principal ser fonte de dados sobre a estrutura e o funcionamento das empresas de serviços, além de fornecer informações para os planejamentos do empresariado público e privado, e para o público em geral.

 

Dados do Estado – A seção regional do IBGE verificou que neste período de cinco anos (1998-2002), o Estado teve um crescimento de 32%, no número de empresas de serviços. Em 98, eram ao todo 6.032 empresas, já em 2002, esse número subiu para 9.216.

 

Outro setor em que houve um crescimento representativo foi o de atividade de transporte e serviços auxiliares de transporte. Este setor teve um crescimento de 388 empresas passando para 1.162.

 

O ramo de atividade de serviços prestados às empresas também registrou crescimento, que varia em torno de 260%. Em 98, eram 570 empresas, contra 1.483 em 2002.

 

Na prática de ramos de serviços, ainda conforme a pesquisa do IBGE, a atividade de informática foi a que mais cresceu, saltando de 8 empresas em 1998 para 239 empresas em 2002. 

 

Empregos – De acordo com o levantamento regional do IBGE, Mato Grosso do Sul teve, com este crescimento no setor de serviços, conseqüentemente um aumento de 42.136 para 59.988 de pessoal ocupado, o que representa uma alta de 42,3%.

 

A Receita Bruta no Estado variou nessa época de R$ 1,14 bilhão em 98 para R$ 2,12 bilhões. Nesse período os salários pagos, retiradas, além de outras remunerações, ou seja, o montante movimentado em 98 era de R$ 179, 9 milhões e em 2002 saltou para R$ 316,2 milhões.

 

A pesquisa revela dados importantes sobre o setor de serviços do Estado, mas não leva em consideração a inflação, tratando-se de uma pesquisa amostral.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários
CORONAVIRUS
Morre voluntário brasileiro que participava de testes da vacina de Oxford
MORTE SUBITA
Idoso morre em voo de Cuiabá para SP; avião faz pouso de emergência
BRASIL - 154.176 MORTES
Covid-19: Brasil tem mais 271 óbitos e 15.383 novos casos em 24h
TRAGÉDIA NA CIDADE
Acidente entre trem e e micro-ônibus deixa uma mulher morta e feridos