Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 23 de fevereiro de 2020
SADER_FULL
Busca
Brasil

Servidores públicos travestis poderão usar nome social em crachás

19 Mai 2010 - 09h10Por Agência Brasil

Os servidores públicos federais travestis ou transexuais poderão usar o nome social (como preferem ser chamados) em cadastros dos órgãos em que trabalham e até nos crachás de identificação.

A substituição do nome oficial será autorizada para o cadastro de dados e informações pessoais de uso social, nas comunicações internas, no endereço de e-mail do servidor, na lista de ramais do órgão e nos crachás. A regra está prevista em portaria do Ministério do Planejamento publicada hoje (19) no Diário Oficial União.

No caso dos crachás, o nome social aparecerá na frente, mas o nome civil deve constar no verso da identificação. De acordo com a portaria, os órgãos terão 90 dias para se adaptar à nova regra.

Na última semana, o Ministério das Relações Exteriores passou a conceder passaportes diplomáticos ou oficiais para companheiros de servidores homossexuais que trabalham nas representações do Brasil no exterior.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARNAVAL E TURISMO
Carnaval: Veja 6 destinos para descansar e contemplar as belezas de MS
VICENTINA - RAÇA NEGRA TÁ VINDO
Em noite de Feira Livre, prefeito surpreende e anuncia Raça Negra para o aniversário de Vicentina
TURISMO NO MS
Descubra a beleza das praias de água doce para curtir o Carnaval em MS
CARNAVAL 2020
Por WhatsApp, Witzel convida Bolsonaro para assistir a desfiles do carnaval no seu camarote
DICAS DE SEGURANÇA
Saia de viagem neste feriado e deixe sua casa segura com as dicas da Polícia Civil
GUGU LIBERATO
Defesa diz que Gugu Liberato deu 500 mil dólares a Rose Miriam e mansão de R$ 6 mi
LUTO NO CINEMA
Morre aos 83 anos José Mojica Marins, o lendário Zé do Caixão
FAMOSIDADES
Pós-parto: Andressa Miranda faz revelações sobre sexo com Thammy Miranda
CONCURSO DO EXERCITO
Concurso Exército: Saiu o edital com 1.100 vagas para nível médio
BOLSONARO
Bolsonaro diz que imprensa poderia ser um partido: ''Ia ficar à esquerda''