Menu
SADER_FULL
domingo, 11 de abril de 2021
Busca
Brasil

Servidores do Ibama se reúnem na 3ª para avaliar greve

18 Out 2004 - 16h17
Os servidores do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) de Mato Grosso do Sul, se reúnem em assembléia amanhã, às 14h, dos para avaliar a greve da categoria que já dura 18 dias, na sede do órgão em Campo Grande.
   
   Conforme o diretor da Asibama (Associação dos Servidores da Ibama), Márcio Yule, serão discutidas as estratégias de mobilização, e a recusa por parte do governo federal, da contraproposta dos trabalhadores.
   
   Os servidores querem gratificação de forma escalonada, sendo 15% em janeiro do próximo ano, 30% em junho e 35% em novembro, além da inclusão dos inativos nesses percentuais. Os grevistas exigem a gratificação porque alegam que esta foi dada a demais funcionários federais, como os da Agência Nacional das Águas.
   
   O governo definiu que não abre mão da proposta apresentada, em que os 35% requeridos pelos servidores, seriam alcançados somente em janeiro de 2006.
 
 
 
 
 
 
Campo Grande News

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV