Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 18 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Servidora pública dá à luz a trigêmeos em Caarapó

11 Fev 2011 - 15h06Por Caaraponews

Depois de quase vinte cinco anos ocorreu o segundo caso de gravidez de trigêmeos em Caarapó. No dia 07 de janeiro a funcionária pública municipal, Marildes dos Santos Oliveira deu luz a duas meninas e um menino. Os bebês nasceram prematuros de oito meses, no Hospital El Kadre em Campo Grande onde ficaram 17 dias na incubadora para ganhar peso.
 

Segundo informou a Marildes ao receber a notícia de que estava grávida ficou emocionada, pois seria mãe pela primeira vez, mas ao saber que iria ser mãe de trigêmeos, levou um grande susto. “Na hora fiquei sem reação, fiquei nervosa, mas depois me acostumei com a ideia, quem cuida de um cuida de três” relatou a mãe.
 

Eloisa nasceu com 1.625 kg, Hiasmim 1.570 kg e Gustavo com 1.650 e segundo a mãe não dão trabalho “Os bebês são muito calmos, a minha maior  dificuldade é na hora de amamenta-los, mas já estou me acostumando” disse.
 

O primeiro caso de gravidez tripla ocorreu em Caarapó no ano de 1986 também de uma funcionária pública municipal.  A senhora Simiona Oliveira Rosa (64) também deus luz a duas meninas e um menino no hospital São Mateus.
 

Conforme o relato de dona Simiona, foi uma experiência muito difícil na época, pois já  tinha tido gêmeos e logo depois de dois anos ficou grávida de novo. “Naquela época não tinha ultrassom como hoje, o médico simplesmente apertou minha barriga e disse que eram gêmeos, mas na hora do parto ele disse tem mais um” relembra.
 

Segundo explicou o médico ginecologista e obstetra Silvio Laranjeira, essa é uma gestação rara e de alto risco e deve ser conduzida por profissional habilitado. “Quando nos lembramos de gêmeos, só lembramos daquelas belas crianças idênticas, mas não daquelas que não deram certo, tais como aborto, parto prematuro ou más formações fetais (...)  a  estatística de gestação tripla é uma para cada 6400 partos ” Explicou.
 

No caso de Marildes, o parto foi um sucesso e as crianças já estão em casa. Amigos de Adailton Oliveira, pai das crianças, e familiares estão empenhados para ajudar o casal com os trigêmeos. “Meus amigos da usina onde trabalho nos ajudaram muito trazendo fraldas e outras coisas” contou o pai.


Os bebês ainda não estão recebendo visita porque ainda não tomaram as vacinas, não estão imunes. “Mas logo após os dois meses será um prazer receber quem quiser conhecê-los” finalizou.


Quem for visitar o casal e os bebes não vá de mãos vazias seja solícito,  este é um recado de nossa redação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS
COM DESCONTOS
Veja as opções de pagamento do IPVA com desconto