Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 22 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Servidor do TJ-MS é demitido "a bem do serviço público"

22 Jun 2010 - 17h14Por Mídia Max

O servidor do TJ-MS (Tribunal de Justiça) de Mato Grosso do Sul, Alex Armoa Teixeira, 33, foi punido pelo mais severo rigor trabalhista: demitido a bem do serviço público. A punição será publicada nesta quarta-feira no Diário da Justiça. Armoa, que ocupava cargo importante já havia sido afastado por envolvimento num esquema que teria desviado algo torno de meio milhão de reais dos cofres da corte.

Investigação conduzida pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) revelou que Armoa desviava parte do dinheiro que deveria quitar os salários de conciliadores e juízes leigos. A trama, segundo a apuração durou de 2002 a 2007. O servidor envolveu no esquema a mãe, o pai e um cunhado, indiciados por formação de quadrilha e peculato.

Para desviar o recurso, o servidor demitido criava nomes de juízes e conciliadores que nunca atuaram no Poder Judiciário. Em outubro passado, o Gaeco pediu a prisão do servidor, mas a TJ-MS negou. A quebra de sigilo bancário do acusado ajudou a desmontar a quadrilha. A demissão a bem do serviço público só é posta em prática quando o serviço investigado recorre e, ainda assim, é tido como culpado por determinado crime. O processo contra o servidor corre em sigilo judicial.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada
CARROS SEMINOVOS
Como fazer uma boa escolha de veículos seminovos
LUTO NA TV
Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos, vítima de câncer
EM DECLINIO
Covid-19: Brasil registra 21,2 milhões de casos e 590,7 mil mortes
TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas