Menu
SADER_FULL
sexta, 7 de maio de 2021
Busca
DEBATE/FOLHA/REDETV

Serra e Dilma se defendem de acusações e diminuem tom agressivo

18 Out 2010 - 06h02Por Folha Online

Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) se defenderam das acusações que atingiram aliados durante as eleições no debate Folha/RedeTV! que aconteceu na noite deste domingo.

As respostas foram dadas no terceiro bloco quando foram questionados pelas jornalistas Renata Lo Prete e Patricia Zorzan, que não puderam fazer uma réplica.

Serra respondeu sobre Paulo Petro e Dilma Rousseff (PT) sobre Erenice Guerra.

Em ambos os casos, os candidatos começaram a respostas dizendo que a pergunta era uma ótima oportunidade para esclarecer a questão.

Serra negou que teria dito que não conhecia o ex-diretor de engenharia da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto. Ele afirmou que não o reconhecia pelo apelido, ao qual chamou de racista.

O tucano ainda ironizou ao dizer que, se ele fosse descendente de japonês, seria chamado de "amarelo".

"Eu sou a vítima", afirmou o tucano sobre o caso levantado por Dilma no debate anterior. A petista, baseada em reportagem publicada pela revista "IstoÉ", disse que Paulo Preto teria desviado R$ 4 milhões supostamente destinados ao caixa 2 da campanha tucana.

Já Dilma afirmou que a ex-ministra Erenice Guerra errou.

"Quero deixar claro que considero a situação da Erenice com muita indignação, primeiro porque não concordo com a contratação de parentes e amigos", respondeu.

A petista lembrou que Erenice saiu do governo e que a Polícia Federal está investigando o caso.

"Quem conhece minha história sabe que tenho um compromisso em combater o nepotismo e qualquer tipo de tráfico de influência."

Dilma ainda aproveitou para atacar Serra: "A diferença é que nós investigamos."

Braço direito de Dilma, Erenice pediu exoneração em 16 de setembro após notícias de que a empresa de lobby dos filhos dela operava dentro da Casa Civil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo