Menu
SADER_FULL
segunda, 25 de maio de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Serasa aponta aumento da inadimplência no 1º bimestre

14 Mar 2007 - 13h00
A inadimplência dos consumidores aumentou 7,3% no primeiro bimestre de 2007, na comparação com o mesmo período em 2006. Já na comparação de fevereiro deste ano com o mês anterior, houve queda de 2,7%. Os números fazem parte do Indicador Serasa de Inadimplência de Pessoa Física de fevereiro.

No segundo mês do ano, as dívidas com bancos foram responsáveis por 36,8% da inadimplência e as com cartões de crédito e financeiras por 31,2%, os cheques sem fundo por 29,3% e os protestos por 2,7%. Houve um aumento significativo da participação das dívidas com bancos, que no mesmo mês de 2006 representou 33,4% da inadimplência.

Em 2007, o valor médio da inadimplência foi maior em todos os segmentos, em relação ao ano anterior. Os cheques sem fundo de pessoas físicas tiveram valor médio de R$ 598,29 (o que representa um aumento de 10%). Já a média das dívidas ficou em R$ 1.287,24 com bancos (aumento de 17,1%) e R$ 330,53 com cartões de crédito e financeiras (alta de 7,8%). O registro de títulos protestados, em média, foi de R$ 805,78 (elevação de 5,4%).

Segundo os analistas do Serasa, o crescimento da inadimplência em 2007 decorreu, sobretudo, do crescimento do consumo e do maior endividamento da população com o crédito consignado e outras modalidades de financiamento. Além disso, todo início de ano, o aumento das despesas domésticas (parcelamento de compras de Natal, pagamento de IPTU e IPVA, despesas escolares) reflete na inadimplência.

Já a queda da inadimplência em fevereiro com relação a janeiro de 2007 foi creditada ao menor número de dias úteis no segundo mês do ano.

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2020?
Talvez seja inevitável adiar eleições municipais, diz Barroso
BRASIL 22.165 MORTES
Covid 19: Brasil tem mais de 22 mortes e 341 mil casos
FEMINICÍDIO
Homem mata a própria companheira por causa do auxílio emergencial
ESTRAGOS DO MORO
Veja os principais pontos da reunião ministerial que teve gravação divulgada pelo STF
ENEM
Enem 2020 é adiado por causa da Covid
SOB INVESTIGAÇÃO
Delegado diz que namorada viu mensagens no celular atirou nele e se matou
VITIMA DA COVID 19
Edivaldo perdeu o filho de 26 anos: 'Falaram que em 15 dias ele já estaria recuperado'
3º EM NUMERO DE CASOS
Brasil passa de 19 mil mortes e 296 mil casos de coronavirus; veja por Estado
Qual estratégia de negócios é a melhor?
Qual estratégia de negócios é a melhor?
600TÃO DA CAIXA
Caixa paga hoje novos lotes de R$ 600; veja quem recebe