Menu
SADER_FULL
segunda, 20 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Seprotur celebra hoje convênio para criar o Conseleite/MS

5 Nov 2009 - 07h31Por Conjuntura

Preocupado em melhorar a qualidade do leite sul-mato-grossense, por meio de preço referência, o governo do Estado, por meio da Seprotur (Secretaria de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo), celebra convênio para criação do Conseleite/MS (Conselho Paritário entre Produtores e Indústrias de Leite).

O ato, considerado um dos primeiros passos da efetiva profissionalização do setor, será firmado nesta quinta-feira, às 9h, no auditório da Seprotur.

Segundo dados da Câmara Setorial da CSCPL (Cadeia Produtiva do Leite), o convênio, que também contempla o PDI (Plano de Desenvolvimento Institucional) do setor, será firmado entre o Estado, Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e a UFPR (Universidade Federal do Paraná).

Caberá aos pesquisadores da universidade paranaense estimar as variáveis e parâmetros necessários ao cálculo mensal dos preços de referência do leite, que, serão aprovados e divulgados pelo Conseleite/MS.

O superintendente de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Agrário da Seprotur, Jerônimo Alves Chaves, acredita que o Conseleite representa um grande esforço de integração entre diversas instituições e agentes do setor.

Ele explica que o conselho será formado por representantes dos produtores rurais e dos laticínios, indicados pela Famasul (Federação da Agricultura do Mato Grosso do Sul) e Silems/MS (Sindicato da Indústria de Laticínios do Estado), além de representantes de outras entidades públicas e privadas.

“Teremos uma maior convergência de interesses entre quem produz e quem processa o leite, assim, ambos terão maior estímulo ao investir no Estado”, salienta.

A exemplo do já ocorre em outras unidades da federação, Jerônimo espera que o Conseleite fortaleça o setor lácteo estadual, fornecendo fundamentos básicos para a implantação e a condução de um processo de autogestão a partir da formação de preços da matéria-prima. “Teremos resultados sociais e econômicos efetivos neste importante e estratégico segmento produtivo do Estado”, afirma.

Preço referência

Os preços de referência do leite devem variar de acordo com a qualidade da matéria-prima, dos preços de venda dos derivados pelas indústrias do Estado, da participação da matéria-prima no custo total de produção dos derivados, dos rendimentos industriais e do "mix" ou volume de comercialização dos derivados.

Estes preços de referência do Conseleite MS serão divulgados em resoluções oficiais do conselho, a serem disponibilizadas ao mercado pelos sítios eletrônicos das entidades participantes e outros meios de comunicação disponíveis.

Para Jerônimo, a remuneração, focada na qualidade, poderá induzir a um salto quantitativo e tecnológico no setor. “O leite sul-mato-grossense deixará de ser um sub-produto da pecuária de corte para se transformar em uma nova atividade da pecuária”, conclui, lembrando que ainda nesta quinta-feira, na parte da tarde, já haverá reuniões conjuntas do Conseleite e da Câmara setorial na Seprotur.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA TV
Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos, vítima de câncer
EM DECLINIO
Covid-19: Brasil registra 21,2 milhões de casos e 590,7 mil mortes
TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões