Menu
SADER_FULL
sábado, 19 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
CONGRESSO

Senado deve votar ampliação de vacinas oferecidas pelo SUS

31 Ago 2010 - 06h30Por Agência Senado

 

O Sistema Único de Saúde (SUS) poderá ampliar o número de vacinas oferecidas atualmente às crianças, caso seja aprovado o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 5/09, que está pronto para ser votado pelo Senado. O projeto inclui as vacinas contra hepatite A, meningocócica conjugada C, pneumocócica conjugada 7-valente, varicela e pneumococo no calendário básico de vacinação das crianças.

De autoria do deputado Alexandre Silveira (PPS-MG), o projeto recebeu parecer favorável sem emendas do senador Mão Santa (PMDB-PI), relator da matéria na Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

Segundo o projeto, o SUS deverá oferecer os meios necessários para executar a vacinação. Se ele virar lei, a obrigatoriedade dessas vacinas deverá começar no primeiro dia do exercício financeiro subsequente à data de sua publicação. Ou seja, se sancionada e publicada em 2010, a lei passa a ter efeitos a partir de 1º de janeiro de 2011.

O autor da matéria justifica que essas vacinas são eficazes na redução da morbidade e mortalidade associadas a doenças como hepatite, meningite e pneumonia, entre outras. Atualmente, elas já são oferecidas pelo SUS para portadores de HIV, doenças pulmonares crônicas ou para quem vai se submeter a transplantes.

Na opinião do autor da matéria, ampliar o calendário do SUS deverá reduzir significativamente a mortalidade infantil no país. O senador Mão Santa também defendeu a medida, informando que as doenças pneumocócicas estão entre as que provocam mais mortes de crianças no mundo.

Vacinas

A vacina contra a hepatite A previne a inflamação do fígado causada pelo vírus HAV. Pelo seu modo de transmissão, esse tipo de hepatite é típico de áreas menos desenvolvidas, com más condições de higiene e falta de saneamento básico, segundo os especialistas. Na maior parte do Brasil, a doença geralmente ataca crianças de dois a seis anos, mas pode ser contraída em qualquer idade.

A meningocócica conjugada C protege as crianças da bactéria meningococo C, que causa meningite principalmente em crianças de até quatro anos. Dados demonstram que 60% das meningites - inflamação das membranas que envolvem o encéfalo e a medula espinhal - são causadas pela bactéria do meningococo C. A transmissão é feita de pessoa para pessoa por meio do beijo e secreções expelidas pela tosse, fala ou espirro.

A vacina pneumocócica conjugada 7-valente previne a pneumonia.

A quarta vacina previne a varicela (catapora), uma doença infecciosa e altamente contagiosa, causada pelo vírus varicela-zoster.

A quinta vacina combate o pneumococo, bactéria que pode causar doenças como meningite, septicemia (infecção generalizada) ou pneumonia grave, entre outros problemas de saúde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Caixa com cenouras de boa qualidade 100 DESPERDÍCIOS
Governo cria Rede de Bancos de Alimentos para combater desperdício
Ainda de acordo com a atualização, 567.369 pessoas estão em acompanhamento e outras 3.753.082 se recuperaram. PANDEMIA
Covid-19: Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 134,9 mil mortes
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa abre 770 agências amanhã das 8h às 12h
Apesar do esforço médico a adolescente não resistiu. DESCARGA FATAL
Adolescente segura extensão de energia e morre após sofrer descarga elétrica
Assaltante magro está com um revólver na mão direito e boné na esquerda TERROR NA RODOVIA
Vídeo mostra ação extremamente violenta de ladrões em Rodovia
As imagens mostram que a vítima estava prestes a sair de moto VIOLENCIA NA CIDADE
Homem é flagrado agredindo e tentando atropelar a ex; veja vídeo
Bolsonaro autorizou estudos para a área. PROGRAMA ASSISTENCIAL
Após desistir do Renda Brasil, Bolsonaro autoriza criação de novo programa social
Bolsonaro com Ricardo Barros APREENSÃO
Gaeco cumpre mandado em escritório de Ricardo Barros, lider do governo Bolsonaro na Câmara
presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) AGORA
Maia testa positivo para Covid-19, informa assessoria do deputado
 Joice Pastre, 27 anos, morreu na última sexta-feira (11) GESTO NOBRE
Família doa órgãos de jovem que sofreu aneurisma cerebral