Menu
SADER_FULL
terça, 20 de abril de 2021
Busca
Brasil

Senado adia votação da Lei de Biossegurança

5 Out 2004 - 17h00
O presidente do Senado, José Sarney, anunciou hoje um acordo para a votação do projeto da Lei de Biossegurança amanhã, às 10h. A apreciação do substitutivo do senador Ney Suassuana (PMDB-PB) ao projeto da Câmara foi adiada.

De acordo com a Agência Senado, o projeto regulamenta o plantio e a comercialização de sementes transgênicas e o uso de células embrionárias para fins terapêuticos. O senador Pedro Simon (PMDB-RS) defende a imediata da liberação do plantio da soja transgênica.

Simon destacou que, se for votado o projeto da Lei de Biossegurança (PLC 9/04) com as emendas e alterações que recebeu no Senado, a matéria volta para a Câmara dos Deputados, para nova votação.

"Isso atrasará ainda mais o plantio, prejudicando os produtores", afirmou Simon. Por isso, ele encaminhou requerimento à mesa com pedido de destaque para votação em separado do artigo 43 do PLC 9/04, que prorroga por 12 meses a autorização para o uso de sementes de soja geneticamente modificadas.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

VITIMA DA COVID 19
Vídeo: enfermeiro que receitava cloroquina se passando por médico morre de Covid-19
OS AMORES DO REI
Roberto Carlos teve três casamentos, paixões secretas e perdas em seus 80 anos
JUVENTUDE EM ALERTA
Covid: Variante acelera intubação de jovens e SP orienta procurar ajuda no 1º dia de sintomas
ATAQUE CANINO
Pit bull mata criança de 2 anos e deixa o irmão dela ferido
VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas