Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 4 de junho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Seleção masculina viaja para a Europa com nota vermelha

30 Jun 2004 - 11h13
 A classificação para as finais da Liga Mundial não deverá ser problema para a seleção brasileira masculina de vôlei, que viajou nesta terça-feira para a Europa precisando vencer apenas quatro sets para garantir sua continuação no torneio. Mas o objetivo principal, que é afinar o grupo para as Olimpíadas de Atenas, em agosto, ainda precisa de muito trabalho para ser alcançado.

Pela avaliação do técnico Bernardinho, o time tem muito a crescer. 'Eu não daria nem nota seis para o que a equipe apresentou até agora', afirma, categórico. O Brasil é o único país invicto na competição, mas o comandante lembra que os adversários não servem como parâmetro. 'É preciso ter lucidez para avaliar não apenas os números, mas contra quem eles foram conseguidos. Os resultados não refletem a nossa situação real. Neste momento é difícil fazer uma análise.'

Nas rodadas anteriores, os brasileiros enfrentaram gregos, espanhóis e portugueses. Agora terá pela frente novamente Espanha e Portugal, para só nas finais jogar contra rivais mais fortes como Itália e Sérvia e Montenegro, por exemplo.

Bernardinho espera que o grupo volte da Europa com ao menos dois pontos fortalecidos. 'Pode voltar melhor no entrosamento e não ficar com tantos altos e baixos como apresentou até agora', destaca.

Os jogadores também sabem o que é preciso melhorar. 'O ritmo de jogo melhorou, mas o saque ainda pode evoluir bastante', diz o central Henrique.

'O time está muito bem fisicamente, mas o saque precisa de mais regularidade', completa Nalbert, que viajou com o grupo para dar seqüência aos treinamentos.

E o que melhorou desde o início da competição? 'A união do grupo está cada vez maior. Mas falta sempre um pouco mais de comunicação. De só de olhar para o outro já saber o que tem que fazer', analisa Rodrigão.

'A condição física melhorou e a técnica também, mas ainda tem muito pela frente', finaliza Bernardinho.

 

 

Gazeta Esportiva

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSUSTADOR E REAL NO BRASIL
Com uma morte por minuto, Brasil registra 1.349 mortes por coronavírus nas últimas 24h, novo recorde
JULGAMENTO
TSE julga se cassa Bolsonaro e vice a partir de terça
AUXILIO DOENÇA
Como pedir concessão e prorrogação do auxílio-doença durante pandemia
1º CASO NO BRASIL
Paciente recuperada de coronavírus no Piauí volta a ter teste positivo
VITIMAS DA COVID 19
Mãe, avó e irmão de jovem morrem por covid-19: 'essa doença é horrível'
COVID-19
Brasil registra mais de 31 mil mortes por covid-19
COISA MEDONHA
Mulher é desenterrada e estuprada um dia após ser sepultada
DOURADOS - NOVO EPICENTRO COVID-19
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS com mais de 300 casos confirmados
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'