Menu
SADER_FULL
terça, 7 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Seleção feminina vence e mantém o vôlei 100% em Atenas

16 Ago 2004 - 07h23
Com o time formado na maior parte por reservas, a seleção brasileira feminina de vôlei venceu na madrugada desta segunda-feira o Quênia por 3 sets a 0 e chegou a seu segundo triunfo seguido nos Jogos Olímpicos de Atenas-04. As parciais foram de 25/16, 29/27 e 25/12.

O triunfo foi o sétimo do Brasil no vôlei nesta Olimpíada, contando quadra e praia. Além da seleção feminina, o time masculino estreou com vitória diante da Austrália (3 a 1) e as quatro duplas de praia --duas masculinas e duas femininas-- venceram suas primeiras partidas na capital grega.

Nesta segunda, contra um adversário fraco, o time brasileiro, favorito a uma medalha na Grécia, só teve dificuldades no segundo set. Das titulares, Érika e a líbero Arlene jogaram boa parte da partida, e Valeskinha atuou no primeiro set.

De acordo com o técnico José roberto Guimarães, o fato de colocar as reservas em quadra é importante para dar ritmo ao grupo. Na estréia, as titulares venceram o Japão por 3 sets a 0. Com os resultados, a equipe soma quatro pontos e lidera o Grupo A, que tem também Grécia, Itália e Coréia do Sul.

O próximo jogo do Brasil será contra a Itália, na quarta-feira, dia 18.

100 %

Dos 19 sets disputados entre todas as competições do vôlei em Atenas, o Brasil venceu nada menos do que 17 até o momento.

Com isso, os brasileiros confirmaram o favoritismo que desfrutam na modalidade, tanto nas quadras como na praia.

A seleção masculina domina a modalidade há três anos, período em que venceram o Campeonato Mundial, a Copa do Mundo e três Ligas Mundiais.

No feminino, o time superou um período de turbulência nas mãos do ex-técnico Marco Aurélio Motta e voltou a vencer o Grand Prix, principal competição anual da modalidade, no início deste mês.

Na praia, o país conta com as duplas que venceram no ano passado os Circuitos Mundiais masculino (Emanuel e Ricardo) e feminino (Adriana Behar e Shelda)

No domingo, Márcio e Benjamin, segunda dupla do Brasil no masculino, não tiveram problemas para passar pelos franceses Stephane Canet e Mathieu Hamel por 2 sets a 0, com parciais de 21/13 e 21/14. Ricardo e Emanuel fizeram o último jogo da noite e precisaram de três sets para bater os noruegueses Bjorn Maaseide e Iver Horrem por 2 sets a 1 (21/15, 19/21 e 15/10).

O Brasil entrou na disputa feminina com a estreante Ana Paula e Sandra Pires (ouro em Atlanta-96 e bronze em Sydney-2000), que venceram as norueguesas Nila Hakedal e Ingrid Torlen por 2 sets a 0 (21/18 e 21/19). As vice-campeãs olímpicas Adriana Behar e Shelda não tiveram dificuldades contra as sul-africanas Leigh-Ann Naidoo/Julia Willand: venceram por 2 sets a 0, com 21/7 e 21/10.
 
FolhaOnline

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRESIDENTE NA LINHA
Bolsonaro está com sintomas de covid-19 e aguarda resultado de exame
CICLONE BOMBA
Efeitos do Ciclone: mais de 12 mil residências ainda estão sem energia elétrica
LIVE
Mulher de Porchat não foi a única: veja outros casos de nudez em lives
ECONOMIA
Nova gasolina a partir de agosto; combustível será mais caro, mas deixará veículos mais econômicos
SOS EDUCAÇÃO
Sem computador e sem dinheiro, alunos de baixa renda desistem do Enem
ENTREVISTA NO SBT
Roberto Cabrini traz entrevista exclusiva com Frederick Wassef nesta segunda
100 AULAS
Ensino Público vive "apagão" na pandemia com alunos sem acesso às aulas on-line
BRASIL - 64.909 MORTES
País soma 1.604.683 casos confirmados de Covid-19 e 64.909 mortes pela doença.
VACINA CONTRA COVID-19
Dose da vacina contra a Covid-19 poderá custar R$ 22
APLICATIVO - TECNOLOGIA
Como a Binomo Funciona no Modo App Em 130 Países, Inclusive para Residentes Brasileiros