Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 3 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Seguro agrícola é reivindicação histórica dos pequenos

10 Set 2004 - 15h22
Durante muitos anos, trabalhadores rurais e agricultores familiares reivindicaram o acesso a um seguro agrícola que reduzisse os riscos da produção. Na falta de uma garantia, os agricultores produziam sem saber se, em caso de perdas na lavoura, conseguiriam novos recursos para quitar dívidas, sustentar a família e reiniciar o plantio. Hoje, agricultores e trabalhadores rurais festejaram o lançamento do Seguro da Agricultura Familiar, no Palácio do Planalto.

“Nós lutamos durante muito tempo e agora estamos aqui para comemorar essa conquista. Tínhamos um drama a cada safra, quando pequenos agricultores perdiam tudo com as chuvas de granizo ou com a seca”, afirma o produtor Romário Rosseto, do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), entidade que representa 300 mil famílias em 18 Estados.

O Seguro da Agricultura Familiar vai, em caso de perdas, garantir 100% do financiamento realizado pelo agricultor, além de uma indenização.

Os recursos do seguro poderão ajudar agricultores como Lázaro Custódio de Oliveira. Hoje, ele deixou a lavoura em Goiatuba (GO) para “conhecer de perto” o presidente e participar do anúncio do seguro. Lázaro conta que, entre 1968 e 1972, perdeu toda a lavoura e teve dificuldades para sustentar a família. “Na época, não tinha seguro e o financiamento existente era só para a safra de arroz. Esse seguro traz uma nova esperança, espero que ele possa abranger os agricultores familiares como um todo”, declarou.

Antonio Borges Moreira, da Federação dos Trabalhadores na Agricultora do Estado de Goiás, ainda não enfrentou a perda de uma safra, mas já viu muitos colegas sofrerem com a falta de seguro. “Faço financiamento todo ano e sei que já poderei usar nessa safra de 2004/2005. Isso é muito bom”.

Para o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Manoel José dos Santos, o seguro dá “uma nova esperança para uma política que dê mais segurança aos agricultores familiares”. “Não resolveu tudo, mas está no caminho”, observou. O “tudo” a que se refere Manoel diz respeito aos 80% dos agricultores familiares que plantam sem utilizar crédito agrícola e, por isso, não serão cobertos pelo seguro. De acordo com Manoel, mais de quatro milhões e meio de estabelecimentos rurais ainda não têm acesso ao crédito rural. “Ainda assim, a iniciativa é importante porque, apesar de o seguro está vinculado ao crédito, ele não se restringe somente ao crédito, ele assegura o financiamento e parte da produção”, disse.
 
 
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

PREVENÇÃO COVID 19
Giovanna Antonelli viraliza ao mostrar truque para evitar contaminação
FEMINICÍDIO
Marido é preso após matar mulher asfixiada e na fuga causa acidente de carro e deixa 08 feridos
BORA PRA BONITO - MS - REABERTO
Hotel Águas de Bonito reabre com segurança e estrutura proporcionada para o aconchego em Bonito (MS)
BRASIL - 62.045 MORTES
Brasil passa de 62 mil mortes pelo novo coronavírus
COISA MEDONHA
Homem quebra túmulo e é visto dançando com o corpo da avó
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Exército abre seleção com vagas temporárias para MS e salários de até R$ 7,5 mil
FÁTIMA DO SUL - NOSSOS ANJOS DA GUARDA
Guerreiros de Fátima do Sul fazem semana de prevenção contra incêndio, hoje é dia do BOMBEIRO
BRASIL 60 MIL MORTES
Brasil tem 1.456.969 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
ELEIÇÕES 2020
Câmara dos Deputados aprova em primeiro turno adiamento das eleições municipais de 2020
100 INTERMEDIÁRIO
Venda direta de etanol das usinas para postos pode aumentar concorrência, diz Bolsonaro