Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 18 de junho de 2021
Busca
Brasil

“Se Dourados quiser, Murilo será senador comigo”, diz André Puccinelli

15 Fev 2010 - 07h02Por Diário MS
O governador André Puccinelli (PMDB) está reservando uma das vagas ao Senado Federal em sua chapa de campanha para Dourados. No final da manhã de sexta-feira, quando se preparava para deixar a cidade, ele foi taxativo em uma afirmação feita apenas para o Diário MS: “Se Dourados quiser, Murilo será senador comigo”.
O vice-governador Murilo Zauith (DEM), que é de Dourados, tem expressado vontade em disputar uma cadeira no Senado na eleição de outubro deste ano. Seu partido integra o BDR (Bloco Democrático Reformista), junto com PPS e PSDB.
Os três partidos têm como certo seu apoio ao candidato do PSDB à Presidência da República. Provavelmente, o governador de São Paulo, José Serra.
PSDB, PPS e DEM não definiram, ainda, sua participação na sucessão estadual. Estão à espera de uma definição de André Puccinelli, que tentará o segundo mandato. O governador de Mato Grosso do Sul é cortejado pelo PT, partido que deverá ter candidato próprio, o ex-governador Zeca.
Na visita a Dourados, Puccinelli ressaltou que o momento é de “união” entre todos os partidos que, segundo ele, devem caminhar juntos em prol da população. O enfrentamento, esclareceu, deve ocorrer apenas no período de campanha.
Durante discurso no lançamento da ampliação e recapeamento da estrada que liga Dourados e Ponta Porã, alfinetou Zeca do PT, dizendo que “tem gente com ciúmes” da atenção que o presidente Lula e a ministra Dilma Roussef (pré-candidata do PT à Presidência) destinam a Mato Grosso do Sul. Diferentemente de outras ocasiões, desta vez Puccinelli não se referiu à ministra petista como “fada madrinha”.
No mesmo discurso, enquanto discorria elogias ao ex-governador Marcelo Miranda (superintendente estadual do Dnit), o indagou a respeito do término das obras na BR-267 (entre Nova Alvorada do Sul e Bataguassu – na divisa com São Paulo). Miranda respondeu que as obras serão concluídas em 2010. Ao que Puccinelli emendou: “Ótimo, vamos entregá-las juntos”.
Assessores próximos ao governador dizem, mas não confirmam, que ele aguarda a definição de José Serra para a disputa presidencial para só então anunciar a formação de sua chapa. Como vice, Puccinelli deverá ter a prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet (PMDB). Das duas vagas ao Senado, uma ficará para o PMDB, que está escolhendo em prévias entre o deputado federal Waldemir Moka e o senador Valter Pereira. A segunda vaga é a que ele pretende destinar a Dourados, através de seu vice Murilo Zauith.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado