Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 16 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Saúde de Dourados passa por crise em atendimentos de emergência

19 Jan 2011 - 16h30Por MS Já

Prevista em um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) assinado pelo município com o Ministério Público em 2009, os serviços ambulatoriais e de emergência nas áreas de ginecologia e obstetrícia, prestados anteriormente pelo Hospital da Mulher (HM), passaram a ser oferecidos no Hospital Universitário (HU).

A alta demanda, no entanto, em alguns setores, ocorreu em função da incorporação desses serviços. Para se ter uma idéia, a equipe do HU realizou mais de 60 partos na primeira semana e teve um aumento de 80% nos atendimentos. O laboratório que realizava cinco mil exames por mês nas últimas semanas saltou para 15 mil.

Samu

Não bastasse isso, o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Dourados que recebeu duas novas ambulâncias para ampliar o atendimento, recentemente, mas, sem documentos, as viaturas estão paradas. Apenas duas funcionam e não dão conta de atender a todas as solicitações. Anteriormente, o serviço contava com quatro viaturas, sendo que três estavam em manutenção com problemas mecânicos.

Além das ambulâncias, a equipe passou a contar, pelo menos teoricamente, com duas “motolâncias” que fazem o atendimento inicial e oferecem suporte para o serviço da polícia. As novas unidades que serviriam para contribuir estão apenas ocupando espaço no estacionamento do Hospital da Vida.

Sobre o HU

A UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), que administra o HU, havia afirmado, recentemente, que preparou a estrutura necessária para instalação dos serviços. A prefeita, inclusive, visitou as obras e cobrou agilidade para garantir a transferência ainda no final de 2010.

Funcionários

Hoje o quadro de funcionários do HU chega a 750 incluindo os cerca de 500 que passaram no concurso público e os mais de 200 contratados temporariamente no processo de seleção realizado no ano passado, através da Fundação Municipal de Saúde e Administração Hospitalar.

Para tentar aliviar o problema e voltar à normalidade nos atendimentos, o HU espera que a Câmara de Vereadores aprove nos próximos dias um projeto de lei enviado pela prefeitura para contratação de mais 22 profissionais em caráter temporário e emergencial, que serão pagos pela Fundação através de recursos repassados pela UFGD.

Banco de leite

A prefeitura já havia solicitado a contratação de oito profissionais para o Banco de Leite e a regularização do setor, já que esse seria “flutuante”, como o MS JÁ havia publicado anteriormente.

E, além desses, serão acrescentados mais sete anestesistas, cinco técnicos de laboratório e dois fisioterapeutas.

O diretor do HU, Wedson Desidério, acrescenta que as contratações temporárias é uma solução paliativa até que o governo federal abra mais vagas para chamar os candidatos que passaram no último concurso. A UFGD já teria solicitado mais 350 vagas para o Governo Federal, com expectativa de liberação ainda este ano.

A prefeita entendeu a necessidade e autorizou a Procuradoria-Geral do Município a enviar para a Câmara uma nova proposta.

Dossiê

As informações obtidas pelo MS JÁ dão conta de que remédios estariam guardados no chão de salas improvisadas e os funcionários chamados para atuar na área de obstetrícia, às vezes, nem assumem o concurso. Outro assunto questionado seria um suposto desvio de verba e, para tanto, os responsáveis pelo HU estariam preparando um dossiê sobre o caso.

Investimento

Divulgado pela assessoria, no entanto, para se ter uma base do quanto foi investido para receber os serviços, a Universidade gastou mais de R$ 1 milhão na estrutura do local que hoje consta de Centro Obstétrico, salas de pré-parto, UTI Neonatal com 9 leitos, Unidade de Cuidados Intermediários com 16 leitos, lactário, sala de ordenha, e alojamento conjunto com 21 leitos.
Um novo setor, destinado exclusivamente para a obstetrícia, está em reforma e a promessa era de ficar pronto ainda este mês.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS
COM DESCONTOS
Veja as opções de pagamento do IPVA com desconto
CASA PRÓPRIA
Casa Verde e Amarela substitui Minha Casa Minha Vida com opção para renegociar dívidas e menos juros
FINALISTA LIBERTADORES
Santos atropela Boca Jr e terá o Palmeiras numa final Brasileira
TRAGÉDIA NA PONTE
Motorista morre após caminhão cair de ponte