Menu
SADER_FULL
terça, 11 de agosto de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

São Paulo se classifica em segundo e pega o Grêmio

26 Abr 2007 - 11h09
O São Paulo desperdiçou uma ótima oportunidade para exorcizar o trauma da eliminação no Campeonato Paulista. Pior, atraiu para si um adversário tradicional e copeiro nas oitavas-de-final da Copa Libertadores: o Grêmio, com a desvantagem de decidir o confronto fora de casa. Tudo em razão do inesperado empate por 2 a 2 com o Audax Italiano, nesta quarta-feira à noite, no Morumbi.

Com o resultado, o time de Muricy Ramalho ficou na vice-liderança do Grupo 2, com 11 pontos, um a menos que o Necaxa (que bateu o Alianza Lima por 2 a 0), e com a segunda melhor campanha entre os segundos colocados - encontrará no mata-mata o sétimo melhor primeiro, o Grêmio. Os jogos serão nos dias 2 e 9 de maio.

Favorecido pela marcação frouxa dos chilenos, o São Paulo abriu o placar logo aos 6 minutos, na sua jogada favorita: o pivô de Aloísio. Com a cabeça, o centroavante deixou Richarlyson à vontade para avançar, invadir a área e bater cruzado para marcar seu quinto gol nos últimos nove jogos do time.

A partida ficou propícia para Aloísio quebrar o jejum de 3 meses sem marcar. Aos 34, ele novamente fez jogada de pivô, mas para ele mesmo: girou em cima da zaga e bateu rente ao travessão. Seis minutos depois, o centroavante fez novamente as vezes de garçom e deu o gol para Leandro, que chutou em cima do extravagante goleiro Péric.

No segundo tempo, porém, o São Paulo se acomodou e reencontrou a instabilidade emocional. Vítima de um apagão, o time tomou o empate no primeiro ataque do Audax no jogo, aos 14, com Di Santo. Voltou a ficar em vantagem aos 22, justamente com Aloísio, que cabeceou um cruzamento de Souza e comemorou muito o fim da "seca" com Muricy. Mas cedeu novamente a igualdade após bate-rebate na área que Villanueva completou para as redes.

Foi o suficiente para parte da torcida chamar o técnico, que só mexeu na equipe só depois dos 35 minutos, de "burro". A reconciliação ficou para outra oportunidade, quem sabe no duelo tricolor.

SÃO PAULO 2 x 2 AUDAX ITALIANO

São Paulo - Rogério Ceni; Ilsinho, Alex Silva, Miranda e Júnior; Josué, Richarlyson, Souza e Hugo (Jorge Wagner); Leandro e Aloísio (Marcel). Técnico: Muricy Ramalho.

Audax Italiano - Peric; Rieloff (Cabrera), González, Gutiérrez (Di Santo) e Santis (Leal); Cereceda, Garrido, Scott, Romero e Villanueva; Moya. Técnico: Raúl Toro.

Gols - Richarlyson, aos 6 minutos do primeiro tempo; Di Santo, aos 14, Aloísio, aos 22, e Villanueva, aos 26 minutos do segundo tempo.
Árbitro - Carlos Amarilla (PAR).
Cartões amarelos - Scott, Aloísio, Richarlyson, Gutiérrez, Cereceda, Cabrera, Leandro e González.
Renda - R$ 493.287,00.
Público - 20.795 pagantes.
Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo.

 

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

HORÓSCOPO DO DIA
Horóscopo do dia: a previsão de hoje (11/8) para o seu signo
SOB INVESTIGAÇÃO
Pai provoca acidente e mata filhos no Dia dos Pais
DESRESPEITOSO
Bolsonaro é alvo de ação por falas sobre mulheres
HORÓSCOPO DO DIA
Horóscopo desta terça-feira 11 de agosto de 2020
ALERTA NA PANDEMIA
Médica explica por que o coronavírus é devastador em pacientes cardíacos
DESESPERO
Áudio mostra paciente que morreu com a Covid-19 implorando para ser entubada
SEQUESTRO
Pai é morto pela polícia ao ameaçar matar filha de três anos em milharal
BORA PRA BONITO - MS
Porque ir a Bonito MS?
VITIMA DA COVID 19
“Peguei essa doença fazendo o que amo”, escreveu médico de 32 anos que morreu de Covid-19
POLÊMICA
Fantástico detona secretário de Saúde por usar kit covid em MT