Menu
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
terça, 13 de abril de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

São Paulo goleia e aumenta crise do Atlético-MG

18 Out 2004 - 08h13
O São Paulo goleou o Atlético-MG por 5 a 0, neste domingo, no estádio Independência, e aumentou a crise no time mineiro, que voltou para a zona de rebaixamento, após 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O time paulista contou com tarde inspirada da dupla Grafite e Danilo, autores de três e dois gols, respectivamente. Pela primeira vez na competição, o São Paulo consegue quatro vitórias consecutivas - as outras foram contra Paysandu (7 x 0), Palmeiras (2 x 1) e Ponte Preta (1 x 0).

A equipe do técnico Emerson Leão chegou aos 62 pontos e manteve a terceira colocação. Os três primeiros garantem vaga na Libertadores. O quarto disputa uma seletiva. A distância para o líder Atlético-PR é de sete pontos, restando dez rodadas para o final da competição.

Já o Atlético-MG caiu da 19ª para a 21ª posição. O time permanece com 38 pontos e foi prejudicado pelos triunfos de Vitória e Flamengo na rodada.

O São Paulo volta a campo nesta quarta-feira, quando recebe o Santos, no Morumbi, pela Copa Sul-Americana. Na primeira partida, na Vila Belmiro, derrota por 1 x 0. Para se classificar, o time tricolor precisa vencer por dois gols de diferença.

Pelo Campeonato Brasileiro, a equipe encara novamente o Santos, domingo, no Morumbi. No sábado, o Atlético-MG faz o clássico estadual contra o Cruzeiro, no Mineirão.

O jogo

O São Paulo esperava um jogo muito difícil no Independência. Campo pequeno e pressão da torcida próxima ao gramado, principalmente sobre Cicinho, que deixou o time mineiro após uma briga judicial e um tabu a ser quebrado.

Tudo, porém, aconteceu ao contrário para a equipe paulista. Com 30 minutos, a equipe vencia por 4 a 0, apresentando um futebol rápido e envolvente, com quase 100% de aproveitamento nas vezes em que chegou ao gol de Danrlei e selando uma vitória importante na busca pela Libertadores ainda na primeira etapa.

O primeiro gol saiu logo aos 4min. Grafite foi lançado pela direita, arrancou pra cima de Thiago Júnio, entrou na área e na saída de Danrlei tocou rasteiro entre o goleiro e a trave.

O gol são-paulino atordoou o Atlético-MG e apagou a torcida mineira, que ainda inflamada nos instantes iniciais, atirou chinelos e sapatos contra o lateral Cicinho, podendo interditar o estádio Independência.

Inspirado, o São Paulo ampliou sua vantagem aos nove minutos. Depois do cruzamento para a área, Emerson falhou na saída de bola, Jean recuperou e rolou para Danilo, cortar Zé Luís, entrar na área e chutar forte no canto direito de Danrlei.

O terceiro gol saiu aos 17min, novamente com Grafite. Jean fez belo lançamento para o atacante entrar na área e chutar forte no ângulo direito de Danrlei.

Mário Sérgio tentou corrigir um possível erro na escalação, quando escalou dois volantes improvisados no setor defensivo. Sacou um dos volantes, colocou um zagueiro e outro atacante.

Quem brilhou após as alterações foi Grafite. Aos 28min, Cicinho foi lançado pela direita, entrou na área e cruzou, Grafite, livre de marcação, cabeceou forte no centro do gol e anotou o seu terceiro na partida.

A única chance do Atlético-MG aconteceu aos 35min. Rubens Cardoso cruzou da esquerda e Thiago Junio, livre, cabeceou, a bola quicou no gramado e passou sobre o travessão.

O quinto gol são-paulino esteve próximo aos 38min. Cicinho cobrou falta no ângulo direito de Danrlei, que saltou e espalmou para escanteio.

Outra chance são-paulina aconteceu aos 45min. Cicinho recebeu passe dentro da área, driblou Marcelinho, e chutou, Danrlei espalmou, a bola deu na canela de André Luís, no rosto de Danrlei e Grafite não conseguiu a conclusão para o gol livre.

No segundo tempo, o São Paulo marcou o quinto gol sem fazer muito esforço. Danilo recebeu na ponta da área, dominou e, com categoria, colocou a bola no ângulo direito de Danrlei, anotando seu segundo gol na partida.

A melhor chance do Atlético-MG na partida aconteceu aos 22min. Alex Mineiro recebeu livre dentro da área e chutou forte no canto direito de Rogério Ceni, que fez grande defesa e espalmou para escanteio.

Aos 35min, o São Paulo quase marcou o sexto. Júnior cobrou falta, Diego Tardelli desviou de cabeça e a bola tocou na trave direita.

No final da partida, o zagueiro Fabão foi atingido por uma pedra no rosto e teve que tomar pontos. O policiamento foi acionado e a partida ficou oito minutos paralisada, antes do encerramento.

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo