Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 14 de abril de 2021
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
Busca
Brasil

São Paulo e São Caetano se enfrentam hoje

27 Out 2004 - 09h01
Donos das melhores defesas do Campeonato Brasileiro-2004, São Paulo e São Caetano se enfrentam às 20h30 desta quarta-feira, no estádio do Morumbi, em uma partida em que vão precisar se lançar ao ataque para manter vivas suas ambições de título na competição.

O time do ABC, comandado por Péricles Chamusca, tem a zaga menos vazada do torneio, com 30 gols. O clube do Morumbi vem logo depois, com 33.

As duas equipes têm 65 pontos e lutam para alcançar e ultrapassar Atlético-PR e Santos, que estão logo acima na tabela. Por isso, um empate --como aconteceu no primeiro turno, quando nenhum dos dois times conseguiu furar o bloqueio rival-- é considerado péssimo negócio nos dois clubes.

Quando o assunto é ataque, no entanto, os dois times não registarm números muito expressivos. A São Paulo marcou 58 gols, contra 50 do rival de São Caetano do Sul. Numa comparação com o Santos, outro candidato ao título, perdem feio: são 82 gols anotados até agora pelo time da Baixada, dono do ataque mais positivo.

"Se a defesa deles é a líder, é porque tem méritos. Cabe a nós achar os espaços e marcar os gols", disse o meio-campista são-paulino Danilo, em entrevista ao site oficial do clube.

Curiosamente, nas três últimas vezes que se enfrentaram em 2004, São Paulo e São Caetano terminaram empatados.

No primeiro turno do Nacional, 0 a 0. Depois, pela Copa Sul-Americana, foram duas igualdades em 1 a 1 --o São Paulo se classificou à fase seguinte nos pênaltis.

"Hoje, precisamos vencer para continuar na cola dos líderes", reconheceu o atacante Grafite, artilheiro são-paulino no Nacional, com 11 gols.

Para a partida desta quarta, Leão tem duas dúvidas no São Paulo. O lateral Júnior, com dores nas costas, pode perder a posição para Fábio Santos. No ataque, Diego Tardelli, Jean e Nildo brigam por uma posição.

SÃO PAULO
Rogério; Fabão, Lugano e Rodrigo; Cicinho, Alê, Renan, Danilo e Júnior (Fábio Santos); Grafite e Diego Tardelli (Nildo ou Jean).
Técnico: Emerson Leão

SÃO CAETANO
Sílvio Luiz; Dininho, Marco Aurélio e Serginho; Ânderson Lima, Mineiro, Paulo Miranda, Marcinho (Lúcio Flávio) e Ceará; Euller (Fernando Baiano) e Fabrício Carvalho.
Técnico: Péricles Chamusca

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Horário: 20h30
Juiz: Cléber Wellington Abade (SP)
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore