Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 26 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Sanguessugas: empresário promete provas contra 60 deputados

11 Jul 2006 - 09h51
Na série de depoimentos prestados desde a semana passada ao juiz da 2ª Vara Federal de Mato Grosso, Jeferson Schneider, em Cuiabá, o empresário Luiz Antônio Trevisan Vedoin acusou pelo menos 60 deputados de envolvimento com a máfia dos sanguessugas - esquema de venda de ambulâncias superfaturadas para prefeituras com dinheiro de emendas parlamentares. Vedoin, que é um dos sócios da Planam - apontada como principal operador do esquema - afirmou, por meio de seu advogado, possuir provas das denúncias envolvendo parlamentares.

Segundo declarou ao jornal O Estado de S.Paulo um dos defensores de Vedoin, Otto Medeiros, o empresário possui comprovantes bancários de depósitos em conta corrente de deputados federais. De acordo com Medeiros, era dessa forma que parlamentares recebiam propina para liberarem as emendas.

Luiz Antônio Vedoin, assim como seu pai e principal sócio da Planam, Darci Vedoin, optaram por contar à Justiça tudo o que sabem para obter redução de pena mediante o benefício da delação premiada. Os recibos de depósito bancário, bem como quatro caixas com novos documentos sobre o caso, já estariam em poder da Justiça.

Ontem, o presidente da CPI dos Sanguessugas, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), e outros parlamentares foram até Cuiabá na esperança de ouvirem Luiz Vedoin pessoalmente. Souberam que poderão inquirir o empresário somente após a conclusão de seu depoimento à Justiça, mas receberam a promessa de envio da íntegra da fala à CPI já nesta semana.

Para Biscaia, há provas "contundentes" das denúncias de Vedoin. "As revelações estão sendo amparadas por provas documentais e tudo isso vai facilitar o trabalho da CPI", disse Biscaia.

Para o vice-presidente da CPI, deputado Raul Jungmann (PPS-PE), as revelações de Luiz Vedoin são "aterradoras". "O que ele está dizendo é aterrador. É um esquema criminoso que envolve 19 Estados e de 60 a 80 parlamentares", avaliou Jungmann.

A CPI já notificou 15 parlamentares que respondem a inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por suposto envolvimento na máfia dos sanguessugas. Entre eles, que têm até sexta-feira para apresentar defesa por escrito à comissão, estão João Caldas (PL-AL), Wanderval Santos (PL-SP), José Divino (PMDB-RJ), Tetê Bezerra (PMDB-MT), Lino Rossi PP-MT) e Nilton Capixaba (PTB-RO).

Hoje, os parlamentares da CPI pretendem ouvir em Cuiabá Darci Vedoin, o marido de sua filha Alessandra, Ivo Marcelo Espíndola e o empresário Ronildo Medeiros. Ontem, a ex-funcionária da Planam e ex-assessora do Ministério da Saúde Maria da Penha Lino mas sua fala foi considerada "pouco produtiva".

 

 

Terra

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Amem o estrangeiro
LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS