Menu
SADER_FULL
domingo, 1 de agosto de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Sanesul garante R$ 127 milhões para saneamento de MS

16 Set 2010 - 16h42Por Fátima News com assessoria

O presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, apresentou na última terça-feira, 14 de setembro, os projetos executivos de água e de esgoto para Corumbá, Dourados, Ponta Porã e Três Lagoas, e garantiu investimento de R$ 127 milhões do governo federal para o saneamento de Mato Grosso do Sul. As obras irão compor a segunda etapa do programa de infraestrutura e saneamento do Ministério das Cidades.

Segundo o presidente da Sanesul, a apresentação dos projetos aos técnicos do Ministério das Cidades é um passo importante para a aprovação e assinatura dos contratos. “Com esses investimentos, as principais cidades do Estado passam a ter cobertura de esgoto com índices compatíveis aos países desenvolvidos. Essa conquista demonstra o esforço do governador André Puccinelli, por intermédio da Sanesul, para dotar os municípios de cobertura do abastecimento de água potável e da coleta e tratamento de esgoto”.

Durante a reunião em Brasília (DF), ficou definido que o montante será dividido em obras para os sistemas de abastecimento de água dos municípios de Corumbá e de Ponta Porã, e de esgotamento sanitário para Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã e Corumbá.

Para o Presidente da Sanesul, a aprovação desse montante, por parte do governo federal, representa o reconhecimento da capacidade técnica da Sanesul na elaboração dos projetos e premia o esforço de todos os funcionários da empresa na busca por melhorias nas condições de saúde da população. “Levar água e tratamento de esgoto a todos os domicílios é o que motiva o nosso trabalho, principalmente quando vemos a parcela mais pobre da população, residente nas periferias, receber a rede de água e de esgoto. Isso nos leva a acreditar que estamos no caminho certo”.

“Esses recursos vão transformar para melhor a vida de milhares de sul-mato-grossenses que ainda não têm acessos aos serviços de saneamento, sobretudo em coleta e tratamento de esgoto”, enfatiza o presidente da Sanesul. Como exemplo, os recursos destinados ao esgotamento sanitário de Dourados deixarão a cidade com mais de 80% de cobertura em domicílios urbanos.

Participaram da reunião o gerente de projetos do Ministério da Cidade e coordenador de projetos Manoel Renato Machado Filho, o analista de infraestrutura, Marco Tourinho, o assessor técnico Hélio José de Freitas, ambos também do Ministério das Cidades, e os representantes da Caixa Econômica Federal José Luiz Silva e pelo Earp Eprahnann.

Da Sanesul, estiveram presentes o diretor-presidente José Carlos Barbosa, a gerente de projetos Lourdes Tapparo e o gestor de projetos de esgoto Luiz Fernando Gameiro. A reunião foi realizada no Ministério das Cidades.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÃOPAINHA
Cachorro toca campainha após ficar trancado fora de casa
SONHO INTERROMPIDO
Ultimo ensaio fotográfico minutos antes de médico sofrer choque e morrer nas vésperas de casamento
OLIMPÍADA
Rebeca é prata e faz história na ginástica olímpica em Tóquio
FENÔMENO DA NATUREZA
Chuva de meteoros será visível na madrugada de quinta para sexta em todo Brasil
A CASA CAIU
Mulheres se unem e surram "valentão" flagrado agredindo ex no meio da rua
CRISE HÍDRICA
Novas fontes preparam MS para a crise hídrica, ressalta governador
ABAIXO DE ZERO
Com -8,6°C, SC registra a menor temperatura do Brasil em 2021, diz Inmet
COVID-19
Em dia de aumento de casos Brasil tem 1.333 óbitos por Covid - 19 nas últimas 24 horas
CONCURSO PÚBLICO
Caixa Econômica convocará 9 mil de concursos e abre mais mil vagas
BRASIL - 550.502 MORTES
Covid-19: país ultrapassa 550 mil mortes e tem 19,7 milhões de casos