Menu
SADER_FULL
quinta, 5 de agosto de 2021
Busca
Brasil

Salários baixos desestimulam emprego nas indústrias de MS

7 Jun 2010 - 15h08Por Agora MS

A falta de mão-de-obra especializada para atuar no complexo industrial de Mato Grosso do Sul deve ao desestímulo, que os próprios empresários do setor propiciam quando oferecem baixos salários para os empregados. A opinião é de Rinaldo de Souza Salomão, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação e Afins de Campo Grande e Região.

O sindicalista informou que a maioria das indústrias paga pisos que variam de R$ 10,00 a R$ 70,00 acima do salário mínimo vigente no País (R$ 510,00). “Como pode se estabelecer um piso de apenas R$ 520,00 quando o salário mínimo é de R$ 510,00?” critica Rinaldo Salomão que culpa a própria FIEMS como uma das negociadoras de convenções coletivas de trabalho do setor industrial.

Na semana passada, a própria FIEMS, segundo Rinaldo, foi à imprensa para dizer que faltava mão-de-obra para o setor de vestuário e outros. “Como eles querem atrair trabalhadores se acabam de fechar a convenção dessa categoria estabelecendo um piso de apenas R$ 555,00, ou seja, apenas R$ 45,00 acima do salário mínimo. Simplesmente não dá não vão conseguir nunca suprir a necessidade”, afirma o sindicalista que pede o empenho das autoridades, principalmente o Governo do Estado, para que intervenha nesse processo e que os trabalhadores passem a ganhar salários “decentes”, diz.

Rinaldo Salomão explicou que o Governo do Estado seria fundamental nessa negociação uma vez que é ele, quem concede grandes incentivos fiscais por anos a fio e até concede áreas para essas empresas se instalarem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HORROR NA NOITE
Homem mata ex de 16 anos a facadas e deixa bebê "banhado" por sangue da mãe
TRAGÉDIA NA PISTA
Ônibus tomba em rodovia com 46 passageiros; casal e bebê morrem
FÁTIMA DO SUL - ORLA TCHAU FRIO!!!
TCHAU FRIO: Nova onda de calor deve chegar na próxima semana, confira a previsão
SUPERÁVIT
Petrobras anuncia lucro líquido de US$ 8 bilhões no segundo trimestre
BRASIL - 20.026.502 INFECTADOS
Brasil ultrapassa 20 milhões de casos de covid-19
TRAGÉDIA NA RODOVIA
Caminhoneiro embriagado invade pista contrária e mata cinco pessoas
ASSALTO À LOJA
Bandidos roubam loja e trocam tiros com a PM; numa ação audaciosa: veja fotos e vídeos
DOENÇA DO SÉCULO
Vídeo: cantora alerta famílias após filho de 16 anos cometer suicídio; "internet está doente"
BRASIL - 558.432 MORTES
Covid-19: casos sobem para 19,98 milhões e mortes, a 558,4 mil
AMOR BANDIDO
Homem leva facada da esposa, perdoa e casal sai de mãos dadas da delegacia