Menu
SADER_FULL
sábado, 31 de julho de 2021
Busca
Brasil

Rússia suspende importação de carne de oito frigoríficos do Brasil

29 Mai 2010 - 11h15

Rússia determinou a suspensão temporária das importações de produtos vindos de oito unidades frigoríficas brasileiras, incluindo instalações da JBS e Marfrig. O Ministério da Agricultura brasileiro foi notificado da proibição, determinada porque os produtos não atingiram alguns dos padrões de exigências sanitárias russos.

De acordo com o órgão, no início de abril uma missão russa visitou 29 unidades de processamento de carne bovina, suína e de ave no país, que acabou resultando na suspensão da compra de produtos de oito delas.

A medida dura até a readequação das instalações aos padrões do governo da Rússia. Segundo o ministério, o prazo para que isso aconteça vai depender do interesse das companhias nas vendas para o mercado russo.

As oito unidades que não podem exportar para o país são: as instalações da JBS em Andradina (SP), Maringá (PR) e Pedra Preta (MT); da Marfrig em Capão do Leão (RS), Paranatinga (MT) e Promissão (SP); uma planta da Riosulense em Rio do Sul (SC); e uma da Rodopa em Santa Fé do Sul (SP).

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÃOPAINHA
Cachorro toca campainha após ficar trancado fora de casa
SONHO INTERROMPIDO
Ultimo ensaio fotográfico minutos antes de médico sofrer choque e morrer nas vésperas de casamento
OLIMPÍADA
Rebeca é prata e faz história na ginástica olímpica em Tóquio
FENÔMENO DA NATUREZA
Chuva de meteoros será visível na madrugada de quinta para sexta em todo Brasil
A CASA CAIU
Mulheres se unem e surram "valentão" flagrado agredindo ex no meio da rua
CRISE HÍDRICA
Novas fontes preparam MS para a crise hídrica, ressalta governador
ABAIXO DE ZERO
Com -8,6°C, SC registra a menor temperatura do Brasil em 2021, diz Inmet
COVID-19
Em dia de aumento de casos Brasil tem 1.333 óbitos por Covid - 19 nas últimas 24 horas
CONCURSO PÚBLICO
Caixa Econômica convocará 9 mil de concursos e abre mais mil vagas
BRASIL - 550.502 MORTES
Covid-19: país ultrapassa 550 mil mortes e tem 19,7 milhões de casos