Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 4 de junho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Ruralistas ocupam 30% do novo Senado

9 Out 2010 - 08h21Por Folha Online

A candidata a presidente Dilma Rousseff (PT) tem ao seu lado a maioria dos ruralistas quando se considera a composição do Senado a partir de 1º de fevereiro de 2011.

Há 24 senadores da próxima legislatura, ou 30% da Casa, com algum interesse agropecuário, segundo suas fichas entregues à Justiça Eleitoral no momento em que se candidataram. Desses, 15 são pró-Dilma e 9 são a favor de José Serra (PSDB).

Tanto Dilma como Serra hoje disputam o espólio de quase 20 milhões de votos deixado por Marina Silva (PV) no primeiro turno da eleição presidencial. Os ambientalistas sempre esbarram na bancada ruralista no Congresso quando querem aprovar alguma medida relacionada ao meio ambiente.

Na nova composição do Senado, a bancada com interesses agropecuários, espalhada por 17 Estados, é maior do que na legislatura atual.

Hoje, 20 senadores possuem, conforme suas declarações de bens apresentadas à Justiça Eleitoral, propriedades rurais com mais de 100 hectares ou têm participação societária em empresas do setor agrícola ou pecuário.

A maioria ruralista pró-Dilma acompanha a composição de forças de um eventual governo petista, com maioria absoluta formada pelos hoje aliados da candidata do PT.

EMPRESÁRIOS

Levantamento feito pela Folha considerando o perfil de todos os 81 senadores a partir de 2011 mostra também que haverá 54 a favor de Dilma --exatamente 2/3 da Casa, suficiente para aprovar qualquer projeto de lei. Outros 24 são a favor de Serra e 3 se declaram neutros no segundo turno.

Há 33 senadores que conciliarão o mandato público com algum tipo de interesse empresarial privado --por serem proprietários ou acionistas de empresas. Entre esses empresários, hoje 24 estão com a candidata do PT e 9 alinhados com o tucano.

O levantamento também mostra que quase metade do novo Senado será formada por "milionários". São 36 congressistas com patrimônio acima de R$ 1 milhão.

Cinco senadores têm bens declarados acima de R$ 10 milhões. Todos apoiam Dilma: Marta Suplicy (PT-SP), Ivo Cassol (PP-RO), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Eduardo Braga (PMDB-AM) e Blairo Maggi (PR-MT).

Exceto Marta Suplicy, os outros quatro com bens acima de R$ 10 milhões têm interesses agropecuários.

CASADOS

O Senado de 2011 tem uma composição majoritariamente familiar. Há 61 senadores casados. Outros 14 são divorciados, 4 são separados judicialmente e uma é viúva --Kátia Abreu (DEM-TO). O único solteiro é Sérgio Petecão (PMN-AC). Abreu e Petecão são aliados de Serra.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSUSTADOR E REAL NO BRASIL
Com uma morte por minuto, Brasil registra 1.349 mortes por coronavírus nas últimas 24h, novo recorde
JULGAMENTO
TSE julga se cassa Bolsonaro e vice a partir de terça
AUXILIO DOENÇA
Como pedir concessão e prorrogação do auxílio-doença durante pandemia
1º CASO NO BRASIL
Paciente recuperada de coronavírus no Piauí volta a ter teste positivo
VITIMAS DA COVID 19
Mãe, avó e irmão de jovem morrem por covid-19: 'essa doença é horrível'
COVID-19
Brasil registra mais de 31 mil mortes por covid-19
COISA MEDONHA
Mulher é desenterrada e estuprada um dia após ser sepultada
DOURADOS - NOVO EPICENTRO COVID-19
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS com mais de 300 casos confirmados
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'