Menu
SADER_FULL
domingo, 29 de março de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
MEDICAL CENTER - POLONIO
Brasil

Rincón admite rever aposentadoria e culpa Citadini

29 Jun 2004 - 15h45

Após acertar sua rescisão de contrato com o Corinthians, o meia Rincón já admite continuar a jogar. Com 37 anos, ele havia avisado que pararia assim que terminasse seu contrato com o clube, no final do ano.

"Vamos ver. Vou pensar um pouco mais. A porrada foi muito forte e tenho que me recuperar um pouco. Só fiz acordo no Corinthians por causa do Andres (Sanchez, vice-presidente de esportes terrestres). Ele foi correto comigo."

Rincón, que aceitou receber R$ 400 mil após ter pedido R$ 2 milhões, diz que o Corinthians está em má situação devido à presença do vice-presidente de futebol, Antonio Roque Citadini. "Ele (Citadini) maquinou tudo por trás para ver minha saída. O Citadini foi sacana demais. O clube que eu deixei é totalmente do que eu voltei. Para mim, quando o Citadini chegou ao Corinthians, o clube despencou."

O colombiano elogia Tite, mas diz que depois ele não foi correto. "Ele foi homem e disse na minha cara que não queria trabalhar comigo. Depois se prestou a essa palhaçada. Ele está garantindo o emprego dele. Faltou personalidade para ele (Tite), faltou tudo. O Mário Sérgio foi homem e não assumiu o que o Tite aceitou. Ele aceitou tudo o que a diretoria queria. Ele se esconde atrás de um terno para mostrar o que não é. Soube de coisas depois e não queria acreditar que tenha dito", afirmou.

O veterano jogador nega que tenha tido problemas de relacionamento com os colegas e ironiza o gosto de alguns deles. "Inventaram que tinha panelas e briguei com o Fabrício. Eu me aproximei dos mais experientes porque estava preocupado com a situação. Eu não sou um cara de videogame, nem jogo com meu filho em casa. Os mais novos gostam disso."

Rincón diz que foi bode expiatório para a crise política do clube. "Estou mais aliviado. Quero ver para quem vai a culpa de tudo que acontecer com o Corinthians. Não vou deixar de gostar do time, tenho um amor diferente pelo clube."

Mas o colombiano disse que não se arrepende do que fez "Valeu a pena voltar porque aprendi. O futebol é muito sujo. Quem quer viver do futebol tem que ter coração de aço. O clube que deixei (em 2000) é totalmente diferente, para mim o Corinthians despencou", finalizou.

 

Terra Esporte

Deixe seu Comentário

Leia Também

REUNIÃO TENSA
‘Estamos preparados para ver caminhões do Exército com corpos?’, questiona Mandetta a Bolsonaro
BRASIL 117 MORTES
Casos de coronavírus no Brasil em 29 de março
FÁTIMA DO SUL - ATENÇÃO COMÉRCIO
Em novo Decreto, confira o que vai poder abrir e permanecer fechando nesta segunda em Fátima do Sul
CORONAVÍRUS NO BRASIL
Justiça suspende trecho decreto de Bolsonaro que livra igrejas de quarentena
CORONAVÍRUS NO BRASIL
Senado votará na segunda auxílio de R$ 600 para trabalhadores
TRABALHO VOLUNTÁRIO
Detentas começam confeccionar máscara de proteção para atender Jateí, Vicentina e Fátima do Sul
COVID-19 NO BRASIL
Brasil tem 92 mortes e 3.417 casos confirmados de novo coronavírus, diz Ministério da Saúde
PANDEMIA CORONAVIROS
São Paulo tem 68 mortos por coronavírus, média de uma a cada 2 horas e 20 minutos, e 1.223 casos
LINHA DE CRÉDITO
Governo lança pacote de R$ 40 bi para socorrer pequenas e médias empresas
AMOR AO PROXIMO
Xuxa vai doar R$ 1 milhão ao SUS para combate ao coronavírus