Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 11 de abril de 2021
Busca
Brasil

Reuniões marcam retomada de votações na Câmara

18 Out 2004 - 11h10
 O início da semana na Câmara dos Deputados será dedicado às articulações políticas que permitam a retomada das votações dos projetos. O presidente da Câmara dos Deputados, João Paulo Cunha (PT-SP), vai se reunir amanhã (19) com líderes da base aliada do governo e com o ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, para tratar do calendário de votações. Na quarta-feira, haverá uma nova reunião com os líderes dos partidos para viabilizar a votação de 19 medidas provisórias (MPs), que estão com o prazo de tramitação vencido e possuem prioridade sobre outros projetos. Até o final de outubro, 24 MPs terão o prazo de tramitação vencido na pauta.

As sessões com votações serão retomadas amanhã à tarde, depois que a Câmara realizar sessão solene para homenagear os atletas brasileiros que participaram dos 28º jogos olímpicos realizados em Atenas, na Grécia.

Entre as medidas provisórias mais polêmicas encontram-se propostas como a que modifica as normas para definir os prazos de pagamento dos Títulos da Dívida Agrária (TDA) e que permite ao governo adquirir terras com TDA para fins de reforma agrária. Sem consenso para ser votada, a medida provisória 192/04 é o primeiro item da pauta. A bancada ruralista da Câmara se opõe à MP e quer incluir no texto da medida um dispositivo que impeça a compra de propriedade rural ocupada por invasores.

Outra medida que deve gerar discussão entre os parlamentares é a MP 207 que concede status de ministro ao presidente do Banco Central. Com a medida, o presidente do BC terá direito a foro privilegiado e as ações contra ele serão julgadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Também passa a tramitar a MP 223/04 - editada pelo governo na semana passada - que permite o plantio e a comercialização da soja transgênica na safra 2004/2005.

As Comissões Técnicas da Câmara também retomam os trabalhos a partir de amanhã. Os líderes de partidos na Comissão de Orçamento vão se reunir nesta terça-feira para regulamentar os trabalhos da comissão, uma vez que a resolução que tratava do assunto perdeu a validade no dia 30 de agosto. A alternativa proposta pelo presidente da Comissão, deputado Paulo Bernardo (PT-PR), é que a comissão adote as regras existentes no Regimento Comum do Congresso Nacional até que uma resolução definitiva seja votada. A comissão formada por deputados e senadores é responsável por analisar e votar a Proposta Orçamentária de 2005.

As audiências públicas também serão retomadas pelas comissões. Os presidentes da Varig, Carlos Luiz Martins, e da Vasp, Wagner Canhedo, foram convidados a participar na quarta-feira (20) de audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Econômico para discutir a crise nos setor de aviação civil. Neste mesmo dia, o ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, deve participar de reunião na comissão especial que trata da Bacia do São Francisco. Na quinta-feira (21), a ministra de Minas e Energia, Dilma Roussef, foi convidada a participar de audiência na Comissão de Defesa do Consumidor de audiência pública sobre adulteração de combustíveis.
 
 
 
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV