Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 9 de maio de 2021
Busca
Brasil

Retirada dos seios para evitar câncer é exceção extrema

23 Set 2010 - 17h36Por Folha Online

A extirpação das mamas como forma de prevenir um possível câncer não é consenso entre os médicos. Pacientes de alto risco podem até ser aconselhadas a passar pelo procedimento, mas em último caso.O assunto ganhou espaço há duas semanas, com a publicação de uma entrevista da cantora Rita Lee, que contou ter feito a operação.

"Nenhuma pessoa tem indicação formal para a cirurgia", diz Alfredo Barros, coordenador do núcleo avançado de mastologia do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Isso porque ela é extremamente mutiladora. Além de retirar a glândula mamária, retira-se tecido da base das axilas. No Brasil, costuma-se preservar a pele, a aréola e o mamilo. Nos Estados Unidos, nem isso -a redução de risco é tanto maior quanto maior a quantidade de tecido retirado. Na sequência, a mulher já recebe uma prótese.

Mulheres que podem se beneficiar da cirurgia são, segundo Barros, as que têm grande número de parentes, principalmente de primeiro grau, diagnosticadas com tumores de mama antes da menopausa. As que carregam uma mutação genética que aumenta em até 80% o risco de câncer de mama também são candidatas.

"A indicação deve ser bem individualizada, levando em conta o risco e a qualidade de vida", diz Barros. "Também depende do grau de "cancerofobia" da mulher." "É uma medida de exceção, extrema", avalia José Roberto Filassi, coordenador de mastologia do Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira). Segundo Filassi, 30% das pacientes têm complicações --10% são graves.

A cicatrização pode ser difícil, pode haver perda de sensibilidade nas mamas, problemas de irrigação podem levar à perda da aréola e do mamilo, além do risco de hemorragias e infecções.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo