Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 1 de abril de 2020
SADER_FULL
Busca
POLONIO IMÓVEIS
Brasil

Restrições argentinas podem chegar ao têxtil

8 Jul 2004 - 07h06

Em meio à polêmica das barreiras às importações de eletrodomésticos brasileiros, o presidente da Argentina, Néstor KIrchner, admitiu a possibilidade de ampliar as restrições aos produtos do setor têxtil.

"Não descarto a possibilidade de que sejam ampliadas (as medidas) à área têxtil", disse Kirchner, segundo informações divulgadas pela edição eletrônica do jornal La Nación

Kirchner também defendeu a decisão da Argentina de restringir a entrada de eletrodomésticos brasileiros, destacando que a medida foi tomada para evitar assimetrias no comércio bilateral.

Em declarações na província de Entre Ríos, o presidente disse que o desenvolvimento industrial deve ocorrer em todos os países do Mercosul e não em apenas um.

Kirchner visitou a cidade antes de ir à localidade de Puerto Iguazú, onde amanhã, quinta-feira, participará da cúpula de chefes de Estado do bloco regional formado por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

Na segunda-feira passada, o governo argentino anunciou a implementação de um sistema de licenças não-automáticas para a importação de lavadoras e geladeiras brasileiras e sobretaxou em 21% as importações de televisores da Zona Franca de Manaus, que ainda não entrou em vigor.

"Quando pensamos no Mercosul, pensamos como impulsionar o desenvolvimento industrial em todos os países e não em um só", disse Kirchner aos jornalistas.

Ele ressaltou que "é preciso evitar as assimetrias, buscar os pontos de equilíbrio e permitir que as indústrias se desenvolvam de forma equilibrada em todo o Mercosul".

O chefe do Gabinete argentino, Alberto Fernández, garantiu que este assunto será analisado com as autoridades brasileiras durante a cúpula.

 

 

Invertia

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL 2019
Relembre os principais momentos esportivos do Brasil em 2019
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Governo abre inscrições para contratar 751 profissionais de saúde em MT
BRASIL - 175 MORTOS
Casos de coronavírus no Brasil em 31 de março
SEQUESTRO
Depois de quase 3 horas, homem que fazia ex-esposa de refém se entrega
DOURADOS - COMÉRCIO CONTINUARÁ FECHADO
Sem acordo, Délia diz que comércio continuará fechado na 2ª maior cidade do Estado de MS
JATEÍ - AÇÃO SOCIAL
JATEÍ: Detentas doam seus cabelos para pacientes com câncer do Hospital do Câncer de Barreto
SEU BOLSO
FGTS: trabalhador tem até hoje para fazer saque de até R$ 998
COVID-19
VÍDEO: Com irmão internado, cantor Mariano está assintomático para o novo coronavírus
NO LIMITE
"A gente já chegou no limite", diz Bolsonaro sobre economia do país
SHOW HUMANIZADO
Com 5 horas de live, Gusttavo Lima arrecada 100 mil para combater o Covid-19