Menu
SADER_FULL
domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Resende destaca importância da aprovação da Hemobras

12 Ago 2004 - 13h06
 

O projeto de lei que prevê a criação da Hemobras (Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia) foi aprovado na quarta-feira pela Câmara dos Deputados. Agora a matéria será enviada ao Senado Federal para votação em único turno. Para o deputado federal Geraldo Resende (PPS – MS), a aprovação da matéria é de grande importância para o país. “Atualmente, o Brasil importa a maioria dos hemoderivados que utiliza. Com a fábrica, a economia será significante”.

A expectativa é de que a redução chegue a 50% do valor gasto atualmente, estimado em US$ 120 milhões. Resende acredita também que com a Hemobrás o risco do aparecimento de “vampiros” irá diminuir. O deputado faz referência a prisão, no ano passado, de funcionários do Ministério da Saúde que fraudavam as licitações para compra do sangue. O escândalo demonstrou a fragilidade que existe na fiscalização do setor.

O deputado lembra ainda que, com a fábrica, o Brasil se tornará um dos países detentores da tecnologia de produção desses medicamentos. “Além de torná-lo independente, o país poderá, através de contrato, se transformar em exportador dos produtos”.

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado
SAQUE EMERGENCIAL
Caixa cria calendário para liberar nova rodada de dinheiro do FGTS
TRAGEDIA AÉREA
Acidente aéreo mata sócio da Raizen e outras seis pessoas