Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 22 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Representante de MS visita nova Ministra de pesca e aquicultura

11 Jan 2011 - 16h26Por Assessoria de Comunicação

O Superintendente Federal da Pesca e Aquicultura de Mato Grosso do Sul, Paulo Roberto da Silva, participa nesta terça-feira de uma reunião, em Brasília, com a nova Ministra da Pesca e Aquicultura, Ideli Salvati.

O objetivo da reunião é o nivelamento das ações do MPA para o próximo período. Nela será feita uma análise da atual conjuntura política, assim como um relato das atividades de cada Superintendência em 2010 e a definição de agendas positivas para as ações do MPA para o próximo período.

Para Paulo Roberto, “uma das preocupações do MPA é a condução política e administrativa nesta fase que se inicia, por isto pretendemos definir os temas importantes e como os encaminharemos em 2011. Outra preocupação é a resolução das ações pendentes e que precisam de encaminhamento com o governo estadual, como a questão do crédito, da nota produtora e do detalhamento do Acordo de Cooperação que tratará do patrulhamento nos rios de fronteira, cuja lancha já foi doada à PMA, entre outros assuntos”, diz ele.

O público alvo do MPA em Mato Grosso do Sul passa de seis mil pessoas e seus familiares. Pelo Registro Geral da Pesca feito pela Superintendência, no estado tem 5.890 pescadores profissionais artesanais, sendo que 2.036 são mulheres. Já a aquicultura está em torno de 350 aquicultores, além de seus familiares.


Ações em 2010

Em Brasília, Paulo Roberto vai apresentar à nova ministra as várias ações desenvolvidas pelo MPA no MS.

Foram feitas reuniões e oficinas de gestão e de organização e sobre empreendimentos com os pescadores profissionais artesanais, aquicultores, órgãos governamentais e não governamentais que atuam na área; e, uma oficina para discutir a Assistência Técnica em Pesca e Aquicultura (ATEPA).

Está em fase de conclusão os levantamentos de campo do Censo da Pesca na BAP/MS e esperando aprovação, pelo MPA, um projeto territorial que fará um estudo sobre a cadeia das iscas vivas no Pantanal Sul em conjunto com a ONG Ecoa.

Outra ação importante foi a a implantação de dois cursos técnicos, em nível médio, um em Pesca e outro em Aquicultura, nos municípios de Três Lagoas, Mundo Novo e Ladário.

Quanto aos empreendimentos, no ano passado, o MS foi contemplado, via Edital Telecentros.BR, com 7 Telecentros, com dez computadores cada, para que os pescadores possam aprender sobre informática e utilizar computadores e internet em locais próximos às suas casas.

Está em fase de licitação a implantação de um CIPAR (Centro Integrado da Pesca Profissional Artesanal) em Coxim; tem uma Cozinha Comunitária e uma Fábrica de Gelo instaladas em Miranda; e, o município de Dourados foi contemplado com um caminhão Feira do Peixe, além de outras ações.

Para 2011, a Superintendência trabalha para a realização de mais ações no Mato Grosso do Sul, como a incorporação de agricultores familiares nas atividades de piscicultura; a elevação da produção do pescado; a viabilização da colocação do pescado na merenda escolar; a instalação de unidades demonstrativas, em tanques rede, para cultivo de tambacu em Bataguassu e pintado em Anaurilândia; a instalação de novas fábricas de gelo (Coxim e Ladário); a revitalização e a aquisição de novos Kits Feira do Peixe; a realização de uma nova edição da Campanha “Mês do Pescador e da Sustentabilidade Ambiental”; além das ações advindas de emendas individuais e coletivas da bancada federal como a ser feita em Dourados com a UFGD e a implantação de um CIPAR em Corumbá.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada
CARROS SEMINOVOS
Como fazer uma boa escolha de veículos seminovos
LUTO NA TV
Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos, vítima de câncer
EM DECLINIO
Covid-19: Brasil registra 21,2 milhões de casos e 590,7 mil mortes
TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro