Menu
SADER_FULL
segunda, 17 de maio de 2021
Busca
Brasil

Representante de MS fica em 3° no Miss Gay Brasil 2010

17 Ago 2010 - 16h09

A representante de Mato Grosso do Sul, Emanuelle Becker, ficou em terceiro lugar no concurso Miss Gay Brasil 2010 realizado no dia 14 de agosto em Juiz de Fora (MG).

Ela foi escolhida pela coordenação de MS para concorrer ao prêmio nacional no lugar na atual miss gay, que em virtude de problemas pessoais não pôde comparecer.

Durante os desfiles, Becker ressaltou a temática pantaneira. Seu primeiro modelo foi um traje típico feito por Frank Rossatte em homenagem à cantora Tetê Espíndola, com estampa de onça de pintada, símbolo do Pantanal.

Becker desfilou ainda com um vestido azul turquesa bordado em paetês e vidrilhos, com apliques de strass e cristais, para lembrar as águas do Pantanal.

O coordenador do concurso em MS, Frank Rossatteda Cunha Barbosa, detalha que uma caravana de dez pessoas foi até MG dar apoio à participação da representante.

Em 1° lugar no concurso ficou a miss São Paulo e em segundo a Minas Gerais. Esse é o segundo ano em que MS participa do concurso de beleza.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe