Menu
BANNER IMPRESSORAS
segunda, 8 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Renda cresce 20% em cinco anos, mas ainda perde para recorde de 1996

8 Set 2010 - 18h10Por Folha

A renda mensal do trabalhador cresceu pelo quinto ano consecutivo, mas ainda não recuperou os níveis da década de 90. Em 2009, a renda média cresceu 2,2% e chegou a R$ 1.106. Já entre 2004 a 2009, a renda teve expansão de 20%.

O recorde ainda é o de 1996, que não considerava as regiões rurais da região Norte, quando o rendimento médio do trabalhador chegava a R$ 1.144. Na mesma comparação entre 2009 e 1996 --excluindo as áreas rurais--, a renda média no ano passado subiria para R$ 1.111.

De 1997 a 2004, o rendimento do trabalhador manteve queda constante, e a perda acumulada chegou a 18,1%, fechando 2004 em R$ 926 --o menor valor foi apontado em 1992, primeiro ano da série, com R$ 799.

Os trabalhadores do Nordeste tiveram renda média de R$ 734 em 2009, a menor entre as regiões do país. No Centro-Oeste, os trabalhadores receberam R$ 1.309 médios, a maior do país.

A desigualdade permaneceu alta no país. Os 10% da população ocupada com os rendimentos mais elevados concentraram 42,5% do total da renda do trabalho. Já os 10% com renda mais baixa foram responsáveis por apenas 1,2% das remunerações.

O índice de Gini, que mede a concentração de rendimentos, foi de 0,518 em 2009, ante 0,521 no ano anterior. Quanto mais próximo de 1, maior é a desigualdade.

Em todas as regiões houve retração no índice de Gini, exceto na região Norte, que passou de 0,479 para 0,490.

Se forem avaliadas todas as fontes, nota-se redução maior no índice de Gini -- de 0,530 para 0,524, em todo o Brasil. Neste caso, o IBGE constatou maior aumento médio mensal em todas as classes, principalmente nas mais baixas.

A maior redução da desigualdade, na avaliação de renda de fontes além dos ganhos com trabalho, revela a influência de programas sociais, especialmente o Bolsa Família.

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 261 óbitos e 40,4 mil casos em 24 horas
LENDA DO HUMORISMO
Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos
A CONTA GOTAS
Petrobras anuncia corte de R$ 0,20 no preço do diesel
100 PERÍCIA
Senado aprova regras que podem dispensar perícia médica do INSS
CAIXA PARA ELAS
Caixa anuncia programa voltado para o público feminino
COVID NO BRASIL
Brasil registra 265 novas mortes por Covid nas últimas 24 horas
CONFUSÃO DE TORCIDAS
Briga entre torcida do Flamengo e Corinthians deixa feridos em Campo Grande; veja vídeos
PREOCUPANTE
Covid-19: Brasil registra 295 óbitos e 34,4 mil casos em 24 horas
SOB INVESTIGAÇÃO
Brasileiro e estudante de medicina é encontrado morto em carro na fronteira
MILAGRE DA MEDICINA
Siameses brasileiros unidos pelo crânio são separados após 9 cirurgias