Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 22 de junho de 2021
Busca
Brasil

Registro de armas de fogo poderá ser feito nos Correios

7 Out 2009 - 13h34Por G1

O cidadão que possui arma sem registro federal poderá efetuar a regularização em uma das 6.131 agências próprias dos Correios distribuídas em todo o Brasil, após o acordo que será assinado nesta quarta-feira (7) em Brasília entre a instituição e a Polícia Federal (PF).

O Acordo de Cooperação Técnica para prevenção de crimes e o desenvolvimento de projetos institucionais é uma das ações previstas da campanha conjunta para o registro de armas de fogo e será assinado pelo Diretor Geral da PF, Luiz Fernando Corrêa, e pelo presidente dos Correios, Carlos Henrique Custódio.

Para fazer o registro, o interessado deverá apresentar nos Correios o original e cópia da carteira de identidade, comprovante de residência e CPF, além dos dados da arma. Caso a arma já tenha registro estadual, este também deverá ser apresentado. Será cobrada uma taxa de R$ 6,50 pelo serviço e não é necessário levar a arma até a agência. O prazo para regularização acaba em 31 de dezembro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JOGOS ONLINE
Expectativas para legalização de jogos de azar movimenta mercado internacional
Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai