Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 25 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Recuperação do Taquari vai ser incluída no PPA do governo federal

22 Out 2010 - 07h42Por Fátima News com assessoria

O senador Delcídio do Amaral (PT/MS) anunciou nesta quinta-feira, 21 de outubro, no município de Rio Verde, que as ações para a recuperação do Rio Taquari vão ser incluídas Plano Plurianual-PPA, do governo federal, com uma rubrica que autorizará a destinação permanente de recursos do Orçamento Geral da União para custear todas as obras e serviços necessários a reverter aquele que é considerado um dos maiores desastres ecológicos do país.

 

“A inclusão do Taquari no PPA está prevista em projeto-de-lei que vai ser aprovado pelo Congresso Nacional logo após o segundo turno das eleições. A criação dessa  rubrica significa que , em todo orçamento da União a partir de 2011  haverá a previsão de recursos para a recuperação do rio. Não serão investimentos pequenos. Estima-se algo em torno de R$ 800 milhões, para acabar com o assoreamento que há mais de 30 anos destrói o Taquari e centenas de propriedades rurais que ficam às suas margens, desde Coxim até  Corumbá. Não podemos perder tempo. A idéia é fazer em novembro uma grande reunião em Brasília, com todos os prefeitos dos municípios impactados, mais os três senadores, os oito deputados federais e o governo do estado, com o relator geral do Orçamento da União de 2011, deputado Gim Argelo. Temos que sensibilizar o relator para colocar, já no ano que vem, um valor considerável para a recuperação do Taquari no Orçamento da União”, disse Delcídio, durante o Seminário de Desenvolvimento Territorial da Região Norte de Mato Grosso do Sul, promovido pelo COINTA (Consorcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia Hidrográfica do Rio Taquari) no auditório da  Uniderp/Anhaguera,

 

Segundo o senador, além do dinheiro do Orçamento Geral da União,  possivelmente serão utilizados recursos vindos do exterior.

 

“Já conversei com representantes de entidades internacionais que têm interesse em investir na recuperação do rio Taquari. E elas não vão fazer isso a título de favor com o Brasil. São instituições que sabem o reflexo para a imagem delas de um projeto de recuperação ambiental como esse. Estou muito feliz porque sinto que estamos avançando e finalmente vamos dar uma solução a um problema que  se arrasta desde os anos 70”, comentou.

 

Entre 2008 e 2010 o COINTA realizou três encontros em diferentes regiões do estado para discutir a recuperação do rio Taquari. Em todos Delcídio esteve presente.

 

“Mato Grosso do Sul e a Região Centro-Oeste sofrem com essa tragédia do Taquari, mas,  infelizmente,  o Ministério do Meio Ambiente só consegue enxergar a Amazônia. Já discutimos a questão do assoreamento do Taquari em Corumbá, depois em Coxim e agora aqui em Rio Verde. Esse é um programa que vai se estender por pelo  menos sete anos. Vamos ter que trabalhar juntos, prefeitos, vereadores, deputados, senadores e o governo do Estado. Já temos em mãos o estudo elaborado por técnicos  da Transrio, empresa especializada em desassoreamento de rios, que foi indicada pelo Ministério da Integração Nacional. Agora é na política que vamos viabilizar a recuperação do Taquari”, afirmou o senador.  Em 2008, Delcídio conseguiu junto a então ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, a criação de um Grupo de Trabalho Interministerial (GTI), formado pelos ministérios da Integração Nacional, Meio Ambiente, Transportes, Desenvolvimento Agrário, Planejamento e Agricultura para elaborar ações voltadas para a recuperação do Taquari.

 

 

Investimentos

Ainda em Rio Verde, Delcídio anunciou que está em fase de licitação  a aplicação de R$ 4,2 milhões que ajudou a viabilizar em 2007 junto ao Fundo Nacional do Meio Ambiente Ministério da Integração Nacional para  o governo do estado investir nos municípios impactados pelo Taquari. São R$ 3,5 milhões para recuperação de áreas degradadas, R$ 350 mil para o plano de gestão de resíduos sólidos da bacia hidrográfica do Taquari e R$ 300 mil para a construção da rede de viveiros de mudas de espécies nativas.

 

O COINTA é uma entidade formada por onze municípios: Alcinópolis, Bandeirantes, Camapuã, Costa Rica, Coxim, Figueirão, Pedro Gomes, Rio Verde, São Gabriel do Oeste, Sonora e Rio Negro, presidida pelo prefeito de Sonora, Zelir Antonio Maggioni. Todos estiveram representados no evento em Rio Verde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso